sexta-feira, 28 de abril de 2017

José Bonaparte, o irmão mais velho de Napoleão I.

Monograma do Rei José

Inicialmente destinado a uma carreira eclesiástica.
Estudou Leis na Universidade de Pisa - Laurea in Giurisprudenza, Università di Pisa.
Advogado do Conselho Superior de Córsega em Bastia, hoje departamento de Haute-Corse, Córsega.
Em Ajaccio, tornou-se secretário-geral do Presidente da Comissão Geral das Três Ordens que tinham a tarefa de manter a ordem na ilha.
Nomeado Juiz graças à amizade com Clemente Paoli, irmão mais velho Pasquale Paoli seu colega na Universidade de Pisa.
Deputado pela Córsega no o Conselho dos Quinhentos
Comissário para o exército da Itália em 1796.
Em 1797 iniciou uma carreira diplomática, pela primeira vez em Parma, a seguir Roma junto ao Papa Pio VI, conseguindo assinar o Tratado de Mortefontaine (1800) com os Estados Unidos, Paz de Luneville (1801) com a Áustria, e Paz de Amiens (1802), com o Reino Unido.
“ Tentou reconciliar seu irmão Napoleão com general Bernadotte, futuro, maréchal d’Empire et Prince de l’Empire, e Rei da Suécia e Noruega como Karl XIV Johan av Sverige och Norge, durante os preparativos do golpe de 18 Brumário (9 de novembro de 1799 pelo calendário gregoriano), já que este havia se tornado seu cunhado pelo casamento com Désirée Clary, irmã de Julie Clary, esposa de Joseph. ”
Membro do Corpo Legislativo e do Conselho de Estado.
Com o estabelecimento do regime Imperial pelo sénatus-consulte, ou senatus consultum, ou seja, que depois de 18 de maio de 1804 a França era um Império, o Império Frances, chamado de posterior Primeiro Império, e de seu irmão Napoleão ter sido proclamado Empereur des Français, par la grâce de Dieu et les constitutions de la République, passou Giuseppe, agora já Joseph, a ser
Sa Altesse Impériale Joseph Napoléon Bonaparte, Príncipe Frances.
Joseph, nascido Giuseppe Buonaparte, também, foi:
I-  Sua Maestà per la grazia di Dio e la Costituzione dello Stato, il Re di Napoli de 30 de março de 1806 até 5 de julho de 1808;
II- Su Majestad por la Gracia de Dios Rey de España y de las Indias de 6 de junho de 1808 até 11 de dezembro de 1813;
III- Como Altesse Impériale era o Pretendente ao Trono Imperial Francês de 22 de junho de 1815 até 7 de julho de 1815;
IV- Para muitos o pretendente era Sa Majesté Impériale et Royale L'Empereur des Français, Roi d'Italie (Imperador Titular);
V-   Grão-Mestre do Grande Oriente da França e Grão-Mestre em Nápoles Grande Oriente Itália;
VI- Général de Division;
VII - Grand aigle de la Légion d'honneur le 13 pluviôse an XIII9 - 2 de fevereiro de 1805-  Primeira cerimônia de condecoração dos Grandes Águias da Legião de Honra;
VII- Grand électeur de l’Empire;
VIII – Gran Maestro e Cavaliere di Gran Croce del Reale Ordine delle Due Sicilie (Quando era Rei de Nápoles), em 24 de fevereiro de 1808;
IX- Cavaleiro da Ordem do Tosão de Ouro-Espanha -       Gran maestro e Cavaliere dell'Ordine del Toson d'oro (ramo spagnolo), em 6 de junho de 1808;
X- Grande Dignitário da ordem (Odre) dell'Ordine della Corona Ferrea, uma Ordem italiana criada por Napoleão, como Rei da Itália, em 5 de junho, 1805 (ele foi coroado o anterior 26 de maio de 1805);
XI- Cavaleiro Kungliga Serafimerorden, Cavaliere da Ordem de Serafim, em 4 de novembro de 1810 (Ordem do Serafim (em sueco, Serafimerorden) ou Ordem de Sua Majestade o Rei, e é uma ordem de cavalaria da Suécia);
IX- Lieutenant-général de l’Empire en 1814;
X- Usou a partir de 1815 o título de Conde de Survilliers, até 28/07/1844 dia de sua morte.

O primeiro filho de Carlo Maria e de Donna Letízia foi Napoleone Bonaparte, nascido e falecido em Corte (em corso, Corti) - pronuncia-se Corté, situada a 70 quilômetros de Bastia, um porto exportador fundado pela Repubblica de Genova no século XIV, e a 85 quilômetros de Ajaccio, no ano de 1765.
A seguir tiveram uma filha, Maria Ana di Buonaparte, nascida em Corte no dia 03/01/1767, e falecida no dia 01/01/ 1768.
Para depois terem o primeiro filho que chegou a idade adulta Giuseppe di Buonaparte depois Joseph Napoléon Bonaparte.
Giuseppe nasceu em Corte no dia 07/01/1768 e veio a falecer em Toscana, Florença, no dia 28/07/1844, aos 76 anos depois de viver uma vida atribulada, uma vida de grandes aventuras, uma vida de altos e baixos.
Segundo seu irmão napoleão, que fez dele um homem rico e elevou a um grau de nobreza jamais imaginado pelos Buonaparte da Córsega, era um homem fraco, sem iniciativa, tanto que ao morrer o pai, Carlo Maria, o futuro Imperador dos Franceses se mostrou deveras preocupado por ele ter se tornado o chefe da família.
Enfim, Giuseppe deu um “golpe do baú” casando com a filha de François Clary, um armador, que era um dos maiores comerciantes da Cidade de Marselha no final do século XVIII, enriquecido no comércio marítimo. Casou com Françoise Rose Somis, Madame Clary, e tiveram duas filhas, Marie Julie, dita Julie Clary, e Bernardine Eugénie Désirée Clary, mas conhecida como Désirée, o amor de Napoleão.
A noiva era Julie Clary, nascida em 26 de dezembro de 1771, Marseille, Bouches-du-Rhône, Provence-Alpes-Côte d'Azur, França, e falecida em 07 de abril de 1845, Firenze (Florença), Toscana, Itália.
Em 1 de agosto de 1794, na Ville de Cuges-les-Pins, Bouches-du-Rhône, hoje na região Provence-Alpes-Côte d'Azur, Giuseppe Bonaparte se casa com Julie Clary, e tiveram três filhas:

1-      Julie Joséphine Zenaide Bonaparte - * Genova, 29.02.1796 - † Génova, 06.08.1796;
2-      Zénaïde Laetitia Julie Bonaparte, Princesse française et Altesse Impériale, Infanta d'Espanha , por casamento Principessa di Canino e Musignano - * Ile de France, Paris, 08.07.1801 - † Napoli, 08.08.1854 -  casou, com pouca pompa, em Bruxelas, hoje a capital da Bélgica, Flandres e da Comunidade francesa da Bélgica, no dia 29.06.1822, com seu primo Charles Lucien Laurent Jules Bonaparte , em italiano Carlo Luciano Giulio Lorenzo Bonaparte - * Ile de France, Paris, 24.05.1803 - † Ile de France, Paris, 29.07.1857 - Prince français et Altesse Impériale, segundo Príncipe de Canino e Musignano , pois era filho de Luciano Bonaparte, irmão de Napoleão, Príncipe Bonaparte,  primeiro Príncipe de Canino e Musignano,  e de Marie Laurence Charlotte Louise Alexandrine de Bleschamp. Ver na página de Luciano Bonaparte a seguir.
3-       Charlotte Bonaparte, Reine d' Hollande * 31.10.1802 que casou com seu primo Lodewijk II Napoleon, koning van Holland - * Ile de France, Paris, 18.12.1804 -† Emilia-Romagna, Forlì-Cesena, Itália, 17.03.1831( 26 anos)- segundo filho do Rei da Holanda Louis Bonaparte ( Lodewijk Napoleon em holandês)  e de Hortense de Beauharnais , filha de Josefina de Beauharnais, Prince français et Altesse Impériale, Herdeiro do trono imperial francês de 5 de maio de 1807 - 20 de março de 1811, Príncipe Real da Holanda, Rei da Holanda de 1 a 13 de junho de 1810 ( 12 dias), Grão-duque de Berg e Cleves, depois incorporado ao Reino da Prússia,

A Rainha Consorte de dois reinos morreu com 73 anos em 7 de abril de 1845 exilada em Florença, mas antes “ Joseph se juntou a ela em Florença, e apesar dos adultérios, Julie se refere a ele como "seu amado marido." Joseph morreu em seus braços.
José Bonaparte, aportuguesando, era “ un homme donné aux femmes”, gostava muito delas, e por isso foi muitíssimo infiel a Julie Clary, a Rainha consorte de Nápoles e Sicília,” mas ela permaneceu por dois anos em Paris, na corte do imperador Napoleão I, sendo forçada a ir para Palermo afim de ajudar a conter as revolta dos napolitanos e assumir a Regência do Reino até a chegada de Joachim Murat e Carolina , nascida Bonaparte, portanto sua cunhada, os novos Soberanos de Nápoles, pois seu marido foi nomeado Rei da Espanha e das Índias.
Como Rainha consorte da Espanha e das Índias, “preferiu, no entanto, permanecer no domaine de Mortefontaine et Montmélian, comprado por José na época do golpe de 18 Brumário (9 de novembro de 1799 pelo calendário gregoriano), no hoje departamento de Oise, no distrito de Hauts-de-France”.

Quando o femeeiro José era Sua Maestà per la grazia di Dio e la Costituzione dello Stato, il Re di Napoli, teve como amante, a Nobildonna Giulia Colonna (* Nápoles, 29.10.1783 - † Nápoles, 24.12.1867), Condessa de Atri e Stigliano, filha de Andrea III Colonna, Principe di Stigliano e Cecilia Ruffo, essa filha de Carlo Ruffo, 5º Príncipe de Sant' Antimo, e de Anna Giuseppa Cavaniglia.
Nobildonna Giulia Colonna era casada com Don Giangirolamo V Acquaviva d' Aragona, 27º Conde Soberano de Conversano de 1801 até 1806, o ultimo nessa condição, 23º Duque (Duca) di Atri, 14º Duque (Duca) di Nardò, filho de Giulio AntonioXIII Acquaviva d'Aragona, e de Teresa Spinelli, essa filha de Antonio II Spinelli, VIII Principe di Scalea e Giovanna de Cárdenas.
Com José teve dois filhos ilegítimos:
1-      Giulo Antonio que recebeu o sobrenome de Acquaviva d' Aragona y Colonna (* Nápoles, 09.09.1807 - † Palermo, 1836, segundo outras fontes ele não chegou a idade adulta);
2-       María Teresa, que recebeu o sobrenome de Acquaviva d' Aragona y Colonna (* Nápoles, 30.09.1808 - † Napoli, 29.10.1808).
Rei de Espanha e das Índias:
Nomeado pelo irmão  Su Majestad por la Gracia de Dios Rey de España y de las Indias, José I não abandonou seus hábitos com as mulheres, enquanto a Rainha consorte Julie permanecia em Mortefontaine, onde recebe informações sobre as escapulidas do marido em Espanha, o nervoso soberano estabeleceu relações amorosas com Doña María del Pilar de Acedo y Sarri, Condessa de Vado  e de Echauz por Direito Próprio, Marquesa consorte de Montehermoso, filha de José María Manuel Acedo e Atodo, Conde II de Echauz e Luisa de Sarria y Villafañe.
O femeeiro José ainda foi amante de Donã Maria Teresa Josefa Rafaela Montalvo y O'Farrill, “ una hermosa habanera, en extremo voluptuosa, que vive entregada por completo a la pasión del amor”, portanto nascida em Havana, Cuba, em 22 de setembro de 1771, que faleceu em Madrid, Espanha, no dia 17de abril de 1812, com 41 anos incompletos, filha de Ignacio José María Montalvo y Ambulodi, I Conde de Casa Montalvo, e de María-Josefa Josefa de Jesús Josefa O'Farrill y Herrera, esposa de Joaquín Maria Beltrán de Santa Cruz y Cárdenas-Vélez, um homem que foi o mais rico de Cuba, mas acabou arruinado.
Donã Maria Teresa, la hermosa habanera, e Joaquín Maria Beltrán de Santa Cruz y Cárdenas-Vélez, tiveram cinco filhos, entre elas María Mercedes de Santa Cruz y Montalvo (* 1789 -
† 1852).
O tio da favorita de Jose I era Don Gonzalo O'Farrill y Herrera, Ministro da Guerra do Rei Bonaparte, como havia sido do Rei Borbón ( Carlos IV),  e ele poderoso ministro  arrumou o casamento da sobrinha neta Doña María Mercedes de Santa Cruz y Montalvo com o mais brilhante dos oficiais que vieram com o irmão de Napoleão, o comandante-em-chefe da guarda real de  Su Majestad por la Gracia de Dios Rey de España y de las Indias, Christophe Antoine Merlin, então Capitão-general em Espanha, membro do Légion d'Honneur, General de Divisão, “ seu sobrenome é um dos nomes inscritos sob o Arco do Triunfo , na coluna 30. Conde em Espanha – Conde de Merin – elevado por José I Bonaparte ”.
Uma anedota conta que: “ José I le preguntó a Merlin: “¿Qué harías si el Rey se hiciera amante de tu mujer? ”. Y el fi ero general respondió: “Lo mataría””, em uma tradução livre: “ José I perguntou a Merlin: “ O que você faria se o Rei se tornasse amante de sua mulher”. Ao que o fiel general respondeu: “ Eu o mataria”.
Contudo, José I flertava com a mocinha que ficou conhecida nas rodas de fofocas da Corte como “La condessa”.
Na Espanha, “José para alguns por causa de seu hábito de beber, para outros porque seus primeiros decretos foram para conter o consumo de bebidas alcoólicas e dos jogos de cartas, foi apelidado de « Pepe Botella », « Jojo la bouteille », Pepe Garrafa. ”
 O nosso « Jojo la bouteille », femeeiro consagrado, teve ainda outros filhos.
Com Emilie Hémart (* 29.04.1798 - † 1879) teve Félix-Joseph Lacoste (* Philadelphia, EUA, 22.03.1825 - † Ile de France, Paris, 15.02.1922).
Com Annette Savage,"Madame de la Folie”, (* Philadelphia, Pennsylvania, 24.09.1800 - † New York, New York City, 1865) teve:
1-      Pauline Josephine Anne Holton (* Philadelphia, 1821 - † Bordentown, 04.12.1825);
2-      Caroline Charlotte Delafolie (* Philadelphia, Pennsylvania, 1822- † Richfield Springs, New York, 25.12.1890), reconhecida pelo primeiro marido de sua mãe de nome Charles Joseph Gellhand Delafolie. Caroline Charlotte casou em Watertown, New York, 01.08.1839, com Zebulon Howell Benton.

Durante os 100 Dias - Cem Dias de Napoleão, que marcam o período do retorno do Imperador  Napoleão I ao poder na França, após sua fuga do exílio na ilha de Elba, que começou quando ele chegou a Paris, no dia 20 de março de 1815, e terminou  em 8 de julho de 1815, na Batalha de Waterloo, onde Bonaparte lutou contra as forças da Sétima Coligação, composta pela Inglaterra, Rússia, Prússia e Áustria, e foi derrotado -  José que havia sido nomeado Tenente-general do Império com a incumbência de defender a capital, Paris, não conseguiu manter sua posição, e dando ordens para que os  Marechais de França ( Auguste Frédéric Louis Viesse de Marmont, Duque de Ragusa e Par de França, e a Édouard Adolphe Casimir Joseph Mortier, Duque de Treviso) negociassem com os vitoriosos, se retirou para o Castelo de Blois onde estavam a Imperatriz Regente Maria Luísa, e o Rei de Roma,  Napoléon François Charles Joseph Bonaparte, filho de napoleão, um general derrotado nas mãos dos ingleses.
Se ter grandes êxitos com a cunhada, uma Habsburgo fraca da cabeça e altamente volúvel, fugiu para os Estados Unidos da America, levando consigo as fabulosas joias da Coroa espanhola, as quais vendeu, para melhor viver, e organizar a propriedade - la résidence de Point-Breeze, luxuosamente mobilada e com uma impressionante coleção de livros e obras de arte raras - em Bordentown, uma cidade de Burlington Country, em Nova Jersey. Sendo tratado oficialmente de Sa Majesté et Altesse Impériale le Comte de Survilliers (o Conde de Survilliers), nome de uma de propriedades atualmente localizadas a nordeste de Val d’Oise, em Mortefontaine.
“Os Aliados, os vencedores de Napoleão, decidiram que ele podia voltar para a Europa, onde ele viveu sucessivamente a Inglaterra e depois a Itália. ”
Em 1840, Joseph Bonaparte então se juntou a sua esposa, sempre fiel, Julie Clary, no Palazzo Serristori (grande palácio localizado no Oltrarno, área de Florença localizado na margem esquerda do rio Arno) e onde veio a falecer com a cabeça no colo da esposa em 28 de julho de 1844.
Em uma carta a irmã, a rainha Desiree, Julie escreve "meu querido marido morreu em meus braços no dia 28 de julho de 1844, aos setenta e seis anos de idade. ”
Seu corpo por ordem de seu sobrinho, o grande Imperador Napoleão III, foi trasladado da Basílica de Santa Croce de Florença, para o Hôtel des Invalides, sendo sua cripta ao lado da de seu irmão, Napoleão I, o filho dileto da Fortuna, Imperador dos franceses, e General Revolucionar.
A Rainha Julie morreu oito meses mais tarde, 07 de abril de 1845, com a idade de setenta e três, e foi sepultada na Basílica de Santa Croce, junto a sua filha, Charlotte, que tinha morrido em Sarzana, em 3 de março de 1839, com a idade de trinta e sete anos, ao dar à luz uma criança natimorta.
Os corpos ainda estão na Basílica de Santa Croce, mas não deveriam estar, deveriam estar na Capela-Cripta Imperial de Bonaparte, Rue Cardinal Fesch, Ajaccio, Córsega, alguns membros da Família Imperial Francesa.

Sobre José Bonaparte:
“ homem simples em seus costumes, cultura, consciente do bem público, Joseph foi, também, muito cônscio de sua dignidade Imperial e Real. ”
“Ele sofreu muito com a comparação que faziam dele com seu irmão, o Imperador dos Franceses. Joseph amava e cultivada as artes e as letras. ”
“No entanto, é errado que lhe concede a autoria de um poema em dez canções intituladas Napoleão, e dedicado aos heróis da sua família, pois, este poema é de Hubert Louis Lorquet, professor da Île-de-France, que usava o pseudônimo Mauritius, que o publicou em 1822. “
“ O Rei Joseph deixou memórias e correspondência, que foram publicados por Albert Cérebro 1852-1854 (Paris, 10 vols. 8vo), que fornecem informações abrangentes sobre a história do Primeiro Império Frances. ”


É isso aí...