terça-feira, 19 de julho de 2016

Coluna do Ancelmo e Dona Leopoldina


Eu sou um fã incondicional da senhora Dona Leopoldina de Bragança e Habsburgo, a Mae da Nação Brasileira, pois foi ela que peitou as Cortes de Lisboa e declarou nossa Independência política quando estava na função de Princesa Regente enquanto seu marido, Dom Pedro, estava viajando para São Paulo.
Ele não teria estofo para praticar tais atos, atos que só lhe foram comunicados depois de realizados.
Deu-lhe até dor de barriga a beira do riacho Ipiranga.
Mais vamos ao fato:
Dona Leopoldina era uma mulher culta, aliás na Corte de Viena os Príncipes varões ou varoas, tratados como Arquiduques e Arquiduquesas, eram obrigados a estudar por ordem imperial, portanto estava familiarizada com várias matérias inclusive a música – sua mãe, Maria Teresa Carolina Giuseppina di Napoli e Sicilia, era soprano e adorava mascaradas e carnavais, logo uma senhora alegre – daí que essa notícia dada na Coluna do Ancelmo não me espanta: