terça-feira, 7 de julho de 2015

Pier Luigi Farnese, primeiro Duque de PARMA, PIACENZA E CASTRO...



Pier Luigi Farnese di Tiziano

O DUCADO DE PARMA, PIACENZA E CASTRO...
O Papa Paulo III, nascido Alessandro Farnese, com sua amante Silvia Ruffini, gentildonna romana, foram pais de Pier Luigi Farnese, ou Pedro Luís Farnésio, que nasceu no Palazzo Farnese, em Roma, no dia 19 de novembro de 1503.

Alessandro Farnese amava demais a seu filho mais velho e pediu ao Papa Júlio II, para legitima-lo junto com seu irmão Paolo, o que foi feito em 1506.
Giulio II, nascido Giuliano della Rovere, "il Papa guerriero" o "il Papa terribile", *Savona, 5 de dezembro de 1443 - + Roma, 21 de fevereiro de 1513, filho de Raffaello della Rovere, sobrinho do Papa Sisto IV, e Theodora John Manirola, pertencia a " Ordem dos Frades Menores Conventuais”, um grande Papa do Renascimento e da Igreja de Cristo, responsável pelo teto da Capela Sistina (capela do tio Sisto IV), já que foi ele que contratou Miguel Ângelo para pinta-lo. Mesmo legitimado durante muito tempo a nobreza o tratava com desprezo o chamado de "il bastardo del papa"¸ "o bastardo do papa."

Por ser um bruto, no sentido lato da palavra, Pier Luigi não gostava dos estudos humanísticos com Baldassare Molossi, de Casalmaggiore, apelidado Tranquillus, mas adorava fazer os planos de fortes, de fortificações, batalhas, etc. e tal.

Paulo III, ainda Cardeal, em 1519, casou Pier Luigi com Gerolama Orsini, filha de Luis, Conde de Pitigliano, e da Condessa Giulia di Giacomo Conti, e “apesar de um casamento sem amor, Gerolama permaneceu uma esposa leal e dedicada, aturando com extrema dignidade os excessos de Pier Luigi, sua brutalidade, sua extravagância, seu desequilíbrio emocional e mental”.
Como o Palazzo Farnese di Gradoli, hoje provincia di Viterbo, Lazio, ainda não estava pronto, o casal foi morar na Rocca di Valentano, um castelo dos Farnese desde 1354, sede do senhorio de Valentano, e um ano depois nascia Alessandro Farnese il Giovane, o "Gran Cardinale".
Na Rocca di Valentano, residência oficial de Gerolama Orsini, nasceram, também, Ottavio Farnese, e seu irmão Ranuccio Farnese, apelido de "Cardinalino de Sant'Angelo", o Cardealzinho de Sant’Angelo, pois foi elevado Cardeal de Santa Lucia em Selci com 15 anos.

Destaco que Pier Luigi e Gerolama Orsini, também foram pais de:
Vittoria Farnese (1521 - 13 de setembro de 1602) que casou com Guidobaldo della Rovere, Duque de Urbino, com descendência.
Horácio Farnese, * Valentano, fevereiro de 1532 – + Hesdin, hoje no departamento de Pas de Calais região de Nord-Pas de Calais, França, numa terça-feira, dia 18 de julho de 1553, que foi o Duque de Castro, e casou com Diane de France, duchesse d'Angoulême et d'Étampes, filha legitimada de Henrique II, Rei de França, e de Filippa Duci, dame de Couy.
Faleceu Orazio Farnese por conta de um tiro de arcabuz deixando Diana viúva depois de apenas cinco meses e cinco dias de casamento.

Pier Luigi era amoral, selvagem, abrutalhado, tinha o gosto de sangue na boca, o que fazia dela um bom guerreiro, um bom soldado, tanto que estava sob a bandeira de Carlos V& I, Imperador e Rei, quando do Saque de Roma ele participou junto com mercenários de todos os excessos e deboches.
O surreal é que seu pai teve que fugir junto com o Papa Clemente VII para Orvieto, em seguida, para a Rocca de Viterbo, onde ficou até o seu retorno a Roma.
Pier Luigi conseguiu salvar da destruição o Palazzo Farnese, a casa da família em Roma.
Mais, ele se dedicou a saquear junto com os mercenários as propriedades dos romanos, acabando na cadeia, com o Papa o excomungado.
Em 1528, o “Cardeal Pai Amoroso” limpou a barra dele junto ao Papa Clemente VII, e ele foi lutar nos exércitos de Carlos V&I, mas a excomunhão só foi retirada em 1529. 
Continuou lutando e fazendo besteira.
Como ninguém queria mais o seu serviço se retirou para Rocca di Valentano, onde se dedicou com sucesso as propriedades e aos negócios da família.
Como gostava de engenharia, de urbanismo, de construções, organizou uma rede de estradas, que levou um extraordinário progresso e grande abundância a região.
Com a eleição do pai, como Papa Paulo III, partiu para Roma.
Qual foi o ato do novo Papa em 18 de dezembro de 1534?
Elevar a Cardeal seu neto Alessandro Farnese il Giovane, com 14 anos, o filho mais velho do amado filho, como o Cardeal diácono de Sant'Angelo in Pescheria;
Elevar a Cardeal seu neto Guido Ascanio Sforza di Santa Fiora, com 16 anos, o filho de sua filha Costanza Farnese, casada com Bosio II Sforza, o quarto conde de Santa Fiora e Cotignola.
Queria o Papa Paulo III criar um Dinastia Papal.
Depois de alguns maus feitos em Novara, hoje a região do Piemonte, província de Novara, inclusive despojando de seus bens a Isabella dell'Anguillara, viúva de seu primo Galeazzo, o que enfureceu seu pai, o Papa.
Mais, ele era o filho querido e o território de Novara foi elevado a Marquesado, do qual ele tomou posse em fevereiro de 1538.
Paulo III confiava nas habilidades militares de seu filho e o nomeou Gonfaloniere della Chiesa, recebendo as duas bandeiras, uma com o emblema da Igreja (vexillum armis cum Ecclesiae ) e um com o emblema do Papa reinante ( armis cum suis ), e o cargo de Capitano generale della Chiesa, o Capitão-geral da Igreja, comandante-em-chefe de facto das forças militares do Papado.
Em suas andanças pelos domínios papais, conheceu a Cosimo Gheri, um belíssimo rapaz de 24 anos que era Bispo de Fano, e não teve dúvida o apalpou libidinosamente.
O moço reagiu, pois não queria ter relações sexuais, e Pier Luigi o estuprou ameaçando-o com uma faca.
Esse episódio histórico é chamado de Oltraggio di Fano, o Ultraje de Fano, e o fato foi relatado na história florentina de Benedetto Varchi, humanista, escritor e historiador italiano do século XVI.
Cosimo Gheri se matou.
Com isso foi exposta a condição de pederasta de Pier Luigi Farnese, Gonfaloniere della Chiesa e
Capitano generale della Chiesa.
Entretanto Pier Luigi Farnese com as mulheres era sodomita.
O pai sabia, mas mesmo assim protegi o filho e Pier Luigi se tornou senhor feudal de Montalto, de Canino, de Gradoli, de Valentano, e Marta, hoje na província de Viterbo, Lazio, da Fortaleza de Castro (trocada pela cidade e terras de Frascati), do Castelo de Grotte San Lorenzo, e comprou Bisenzio da diocese de Montefiascone .
O Papa Paulo III doa aos filhos de seu irmão Bartolomeo, os feudos de Latera e Farnese.
Em 14 de março de 1537 eleva o domínio de Castro a Ducado sob a soberania direta da Igreja e faz de Pier Luigi Farnese Duque de Castro.

O ducado foi um verdadeiro Estado dentro do Patrimônio de São Pedro.
Seus domínios eram os domínios de Castro (uma pequena cidade situada sobre uma rocha perto do rio Fiora), de Montalto, de Canino, de Musignano , de Ponte della Badia , de Tessennano ,de  Arlena , de Cellere , de Pianiano , de Ischia , de  Valentano, de Marta, de Piansano , da Ilha de Martana (L'isola Martana), da Ilha Bisentina (L'isola Bisentina) , de Capodimonte , de Bisenzio, de Gradoli, de Grotte e Borghetto,  as cidades de Nepi e Ronciglione, florestas , vinhas, terras férteis e um grande número de fortalezas.

Pier Luigi Farnese não estava satisfeito com o Ducado de Castro e seu pai, o Papa Paulo III, decidiu criar o Ducado de Parma e Piacenza, de forma hereditária, para seu filho, e assim ele passou a ser o primeiro Duque de Parma e Piacenza

Ottavio Farnese passou a ser o Duque de Castro, quando foi investido no Ducado de Parma e Piacenza, pela morte do pai, e o Ducado de Castro passou as mãos de seu irmão, Horácio Farnese, acima qualificado.
Horácio morreu sem filho e o Ducado de castro voltou para Ottavio Farnese.

Carlos V&I queria o Ducado de Parma e Piacenza, e incentivou a seu homem de confiança Ferrante I Gonzaga, que foi vice-rei da Sicília, governador de Milão, soberano do Condado de Guastalla, cavaleiro do Tosão de Ouro, a lutar contra Pier Luigi Farnese.
Em 10 de setembro 1547, Pier Luigi Farnese estava na antiga Cidadela de Piacenza, e foi esfaqueado várias vezes pelo Conde Giovanni Anguissola, irmão de Luigi Gonzaga, senhor de Castiglione.
O corpo foi expondo em uma janela acompanhado dos gritos de “ Liberdade e Império” antes de ser jogado no fosso ao redor da Cidadela.
Com isso, as Tropas Imperais de Carlos V& I entraram em de Piacenza e no dia seguinte, Ferrante I Gonzaga tomou posse em nome do Imperado e Rei.
O Papa Pulo III excomunga os participantes da conspiração contra seu filho, mas esses não sofrem outros castigos.
O Papa Pulo III proclama Ottavio Farnese o novo Duque de Parma e Piacenza e o novo Gonfaloniere della Chiesa e Capitano generale della Chiesa.


Continua...


As Armas de Pier Luigi Farnese
Com as Chaves de São Pedro
Que tinha direto de envergar por ser
Gonfaloniere della Chiesa e Capitano generale della Chiesa.