domingo, 7 de junho de 2015

A União de Kalmar - Dinamarca, Suécia, Noruega e Finlândia ( de hoje).

A União de Kalmar

Noruega- Os Reis europeus em função e suas Dinastias no III Milênio.

Por ordem alfabética das Nações:

Dinamarca;
Espanha;
Inglaterra- UK;
Noruega;
Suécia.


Localização da União de Kalmar

Eu resolvi inverter a ordem, por mim estabelecida, por causa da proximidade histórica entre os Reinos da Dinamarca e da Noruega.
Apesar de que a Dinastia Reinante da Espanha é denominada de Borbón y Grecia, um Ramo da Dinastia de Borbón em Espanha.
Explico:
A Dinastia da Nação dos Helenos, uma Grecia que hoje é tão vilipendiada, é a mesma da Dinamarca, a Casa de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Glücksburg;
Devido a Rainha Sofia (nascida Sofía Margarita Victoria Federica), mãe do atual Rei de Espanha, ser filha de Paulo I, Rei da Grécia, um membro da Dinastia acima citada, a pequena Sofia ao nascer se tornou   Sua Alteza Real Princesa Sophia da Grécia e Dinamarca.
Ao casar foi acrescentado ao “ y Grecia” o Borbón de Don Juan Carlos I, sem o Dinamarca.
E assim fundaram um Ramo da milenar Dinastia dos Capetos Bourbon, em Espanha denominados “de Borbón”.  
Os filhos receberam o nome desse novo Ramo, que é de Borbón y Grecia.
Com isso Don Felipe VI, o atual Rey de España, Rey de Castilla, de León, de Aragón, de las Dos Sicilias, Conde de Barcelona, etc.etc.etc., na pia Batismal e nos Registros “ante las Cortes Generales” recebeu o nome de Don Felipe Juan Pablo Alfonso de Todos los Santos de Borbón y Grecia.

Isso explicado vamos para o Norte da Europa, para a Noruega, com seu frio e fiordes no Mar de Barents.
“Os domínios da Coroa da Dimanara, as Ilhas Faroe estão a oeste, através do Mar do Norte, e a Groenlândia está a oeste, através do mar da Noruega, e a própria Dinamarca fica próxima ao extremo sul do país, através do estreito de Skagerrak”.

“A Noruega é uma monarquia constitucional unitária com um sistema parlamentar de governo, onde no Rei da Noruega é o chefe de Estado e o primeiro-ministro é o chefe de governo”.
“O poder é repartido entre os poderes legislativo (Um Parlamento com 169 deputados no total), executivo e judiciário do governo, tal como definido pela Constituição, que serve como documento legal supremo do país”.
“A monarquia oficialmente retém o poder executivo, no entanto, após a introdução de um sistema parlamentar de governo, os deveres do monarca, desde então, tornaram-se estritamente representativos e cerimoniais, como a nomeação formal e a demissão do primeiro-ministro e outros ministros do governo executivo”.
“Assim, o monarca é o comandante-em-chefe das Forças Armadas da Noruega, a autoridade suprema da Igreja da Noruega, e atua como principal representante diplomático no exterior e um símbolo da unidade nacional”.
“Na prática, o primeiro-ministro, função atribuída ao membro do Parlamento que consegue a confiança de uma maioria da mesma Assembleia, é o responsável pelo exercício de poderes executivos”.

Historia:

A União de Kalmar, em dinamarquês, norueguês e sueco: Kalmarunionen, em latim: Unio Calmariensis, “ foi uma União Pessoal que reuniu os Reinos da Dinamarca, da Noruega, e da Suécia, todos com seus domínios, as Nações escandinavas de 1397 a 1523. Depois da Suécia deixou a União manteve-se a Dinamarca e a Noruega em união pessoal até 1814. ”
Era tão extenso que suas terras de antanho, hoje pertencem a vários países, a saber:
Dinamarca, Ilhas Faroé, Groenlândia
Islândia
Noruega
Suécia
Na Finlândia as Ilhas Åland (é uma região da Finlândia que consiste em um arquipélago)
No UK- Reino Unido Reino Unido-   o Shetland (um arquipélago, é um subártico nas costas da Escócia), o
Orkney (um arquipélago no norte da Escócia, composto de 70 pequenas ilhas, das quais só 20 são habitadas)
Na Alemanha o Schleswig-Holstein (é o mais setentrional dos dezesseis estados da Alemanha de hoje, que compreende a maior parte do Ducado histórico de Holstein e a parte sul do antigo Ducado de Schleswig)
Karelia: A Republica da Karelia (formada em 1991) no escopo da Federação Russa, em russo: Карелия, ou Karjala, uma província histórica da Finlândia. Portanto o território foi dividido entre a Rússia e a Finlândia.
União Pessoal - Union personnelle:
“A União Pessoal é a combinação de dois ou mais Estados que têm o mesmo Monarca, enquanto seus limites, leis e interesses permanecem distintos, contudo o governante não precisa ser um Monarca hereditário, pode ser eleito ”.
“A União Pessoal difere de uma Federação em que cada Estado membro tem um governo independente, mas está unido por um governo central” no caso o Brasil, varonil, oba, oba.
“ A Commonwealth realm, reino da Comunidade das Nações, não é um reino de União Pessoal, pois são Estados totalmente independentes, com seu próprios Parlamentos, seus usos, costumes, regras e Leis, que somente compartem o mesmo Soberano”. É o caso dos reinos da Comunidade das Nações, Commonwealth realms, que tem a atual Rainha da Inglaterra como seu Monarca”.  
“Em 1397, a União foi estabelecida em uma Assembleia na Cidade de Kalmar, quando a aristocracia dos três países se reuniram para coroar Erik da Pomerânia, como Monarca dos três países”
“ Erik era o sucessor de sua mãe adotiva, Margrete I, « la Sémiramis du Nord », ou Margarida I da Dinamarca, filha de Valdemar, Rei da Dinamarca, que foi casada com Haakon VI também chamado de Haakon Magnusson, que nasceu em 1340 e morreu em 1380, tendo sido Rei da Noruega entre 1355 a 1380 e co-Rei da Suécia de 1362 a 1364”.
“ Erik da Pomerânia foi eleito Rei da Dinamarca (1395) e, em seguida, Suécia (1396) e finalmente coroado rei da União de Kalmar em 17 de junho de 1397. Embora ele foi declarado maior de idade em1400, a União de Kalmar, foi realmente governada pela Rainha Margrete I, « la Sémiramis du Nord », até a morte desta em 28 de outubro de 1412”.


Eric da Pomerânia, tendo ao lado a Rainha Margrete I, « la Sémiramis du Nord », governou com mão de ferro em seu nome, sendo aclamado pela Nobreza Rei dos países nórdicos em 17 de junho de 1397.

Essa União Pessoal foi estabelecida, entre outras coisas para conter o avanço dos alemães, com seus negociantes agregados de outras nacionalidades, naquela área através da Liga Hanseática, com destaque para Lübeck, Hamburgo, Colônia, Brunswick, Danzig e Bremen. Os dos Países Baixos, também, estavam nessa, bem como os ingleses da City.
Os suecos não estavam gostando nem um pouco da concentração de poderes nas mãos dos governantes da Dinamarca e o Conselho Privado da Suécia exige mais autonomia em 1448.  
Era o Conselho Privado da Suécia, ou simplesmente O Conselho, em sueco: Riksrådet, em latim: Senatus Regni Sueciae, um órgão composto de cinco grandes líderes que administravam a Nação, e que aconselhavam ao Rei sobre os assuntos de Estado Sueco, e da União. No entanto o Conselho teve tarefas diferentes ao longo do tempo.
Elegeram um deles, Karl Knutsson, Carlos VIII, da Dinastia Bonde – o cavaleiro Tord Bonde morreu por volta de 1322 - uma família continua a existir como Bonde af Säfstaholm, em homenagem a Schloss Säfstaholm (castelo na província Södermanland), como Rei da Suécia.
Karl Knutsson foi Rei da Suécia com intervalos:
Primeira de 20 de junho de 1448 - 24 de fevereiro de 1457;
Segunda de 9 de agosto de 1464 - 30 de janeiro de 1465;
Terceira de 12 de novembro de 1467 - 15 de maio de 1470.
A primeira Coroação aconteceu em 29 de junho de 1448, na cidade de Uppsala, “ hoje localizada 71 km ao norte de Estocolmo, a capital, e sede a Igreja da Suécia, de confissão Luterana.  
E foi Rei da Noruega de 20 de novembro de 1449 até junho 1450, sendo Coroado em 20 de novembro de 1449, na cidade de Trondheim, cidade e município no Condado de Sør-Trøndelag, e sede da Arquidiocese de Nidaros.
Trondheim foi fundado em 997 como entreposto comercial, e serviu como a capital da Noruega durante a Era Viking até 1217.
O conflito armado entre a Suécia e a Dinamarca estourou a partir de 1451, com idas e vindas (independência da Suécia em 1503 Em 1520, Cristiano II da Dinamarca reconquistou facilmente a Suécia, homens e mulheres da nobreza sueca foram executados no então chamado Banho de Sangue de Estocolmo e o cadáver do regente recentemente falecido, Sten Sture, o Jovem, foi desenterrado e queimado como herege, fato condenado pelo mundo de então e que obrigou ao Rei da Dinamarca a abdicar. Vaco de Poder na Dinamarca) fez com que acontecesse a eleição de Gustav Vasa, da Vasaätten, da nobre Casa de Vasa, que pode ser rastreada até 1300, pelo Parlamento sueco, o Riksdag   reunido em Strängnäs, no condado de Södermanland, perto do Lago Mälaren, e Sé Episcopal da Diocese de Strängnäs , Suécia, no dia 6 de junho de 1523, sendo coroado no dia 12 de janeiro de 1528, na Catedral de Uppsala. Gustavo Vasa reinou de 6 de junho de 1523 até 29 de setembro de 1560, ou seja, 37 anos e 115 dias.
O ciclo de continuação desse “statum bellum ” são todas as batalhas da Guerra Nórdica dos Sete Anos (também conhecida por Primeira Guerra do Norte ou Guerra dos Sete Anos na Escandinávia), mas que não teve nenhum tipo de vencedor e após anos de luta, permaneceu o “ Status quo ante bellum”, ou seja, tudo como dantes no quartel de Abrantes.
Pelo Tratado de Szczecin, ou Stettin, assinado para terminar com as Guerra dos Sete Anos do Norte, de 13 de dezembro de 1570, o Rei dinamarquês, Frederick II da Dinamarca, renunciou todas as reivindicações sobre a Suécia. O Rei sueco, João III da Suécia, renunciou a todas as pretensões de províncias norueguesas-dinamarquesa e Gotland. A Suécia foi forçada a pagar 150.000 riksdaler de resgate de Nya Älvsborg, ou Älvsborgs Losen, uma grande fortaleza, situada na foz do rio Göta, em Älvsborgsbron fjord, bem em frente ao moderno Porto de Gotemburgo, e que era o único acesso ao Mar do Norte e ao Oceano Atlântico para os navegantes da Suécia. “ Para pagar esta extraordinariamente quantia de dinheiro, Suécia foi fortemente tributada sobre todos os bens móveis no país, resultando em maior empobrecimento de a população devastada pela guerra”.
Mais, a Noruega continuou sobre o governo do Rei da Dinamarca, e a Dinamarca continuou controlando o Mar Báltico ( dominium maris Baltici ), limitando a movimentação sueca.        
“ E com o tratado, a Dinamarca tornou-se o poder supremo e dominante na Europa do Norte”.


Nya Älvsborg, ou Älvsborgs Losen

Mais vamos voltar aos primórdios da Noruega, por isso continua....



Noruega