terça-feira, 16 de junho de 2015

Vive Joséphine Bravo ma belle créole de la Martinique

Joséphine
Um útero de Dinastias




Repito:
Napoleão queria tanto formar um Dinastia Imperial ou Real saída dele, só dele, crianças reais com sua genética, e não conseguiu.


Napoleão afronta Joséphine

Mais, por um dos filhos adotados por ele de sua esposa mal-amada, repudiada, a bela Joséphine, Príncipe-Duque Eugène de Beauharnais, ele teve êxito.
Êxito maior foi dela, Joséphine, uma vilipendiada, mal-amada, repudiada, pelo pífio Alexandre François Marie de Beauharnais, dito Visconde de Beauharnais, seu primeiro marido, um estroina, um incompetente general revolucionário, que queria porque queria ser nobre de quatro costados, mas não era, só tinha 15 anos de nobreza a época de seu casamento, uma escolhida do Senhor, que fez dos descendentes deles membros das diversas Casas Reais da Europa, e da Imperial do Brasil.



Eugène Rosa de Beauharnais, nascido em Paris, no dia 3 de setembro de 1781 e falecido em Munique, Baviera, Alemanha, no dia 21 de fevereiro de 1824, membro da Família Imperial Francesa, por ser filho adotivo do Imperador Napoleão I, e legitimo da Imperatriz Joséphine, com predicado de Alteza Imperial.
Foi:
Prince français (12 pluviôse an XIII (1er février 1805) - 1804 – 1805: Son Altesse Impériale Eugène, prince français.
Príncipe Francês (12 Pluviose XIII (01 de fevereiro de 1805) - 1804-1805: Sua Alteza Imperial Eugene, príncipe francês.
Vice-roi d'Italie (7 juillet 1805 - 20 avril 1814), Prince de Venise (17 décembre 1807), Grand-duc de Francfort (1er mars 1810):
1805 – 1807: Son Altesse Impériale Eugène, prince français et vice-roi d'Italie
1807 – 1810: Son Altesse Impériale Eugène, prince français, vice-roi d'Italie et prince de Venise
1810 – 1814: Son Altesse Impériale Eugène, prince français, vice-roi d'Italie, prince de Venise et grand-duc de Francfort
Vice-rei da Itália (07 de julho de 1805 - 20 de abril de 1814), o Príncipe de Veneza (17 de dezembro 1807), o Grão-Duque de Frankfurt (01 de março de 1810):
1805 - 1807: Sua Alteza Imperial Eugene, Príncipe francês e Vice-rei da Itália
1807 - 1810: Sua Alteza Imperial Eugene, Príncipe francês, Vice-rei da Itália e Príncipe de Veneza
1810 - 1814: Sua Alteza Imperial Eugene, Príncipe francês, Vice-rei da Itália, Príncipe de Veneza e Grão-Duque de Frankfurt
Duc de Leuchtenberg et Prince d'Eichstätt (14 novembre 1817 -  21 février 1824) - Son Altesse Royale Eugène, duc de Leuchtenberg et prince d'Eichstätt
Duque de Leuchtenberg e Príncipe de Eichstätt (14 de novembro de 1817 - 21 de fevereiro de 1824) - Sua Alteza Real Eugenio, Duque de Leuchtenberg e Príncipe de Eichstätt.

Com a Queda de Napoleão em 1814, depois do Ato de Abdicação, tentou salvar o Reino da Itália, mas não deu.


“Após os Aliados terem declarado que o Imperador Napoleão era o único obstáculo para a restauração da paz na Europa, o Imperador Napoleão, fiel ao seu juramento, declara que renuncia, para si e seus herdeiros, os tronos da França e da Itália, e que não há nenhum sacrifício pessoal, mesmo que de sua vida, que ele não está pronto para fazer no interesse da França.
Feito no palácio de Fontainebleau, 11 de abril de 1814”.

“Ele perdeu toda a esperança de salvar seu Trono após os motins de 20 de abril de 1814 em Milão e assassinato do Ministro das Finanças do Reino, Giuseppe Prina, que foi linchado pela multidão. Em 26 de abril de 1814, o Vice-rei da Itália foi forçado a abandonar o seu Trono e vai procurar asilo na Baviera, na família de sua esposa”. “Com a morte de sua mãe maio 1814, foi ele quem herdou o Château de Malmaison, tão caro a Josephine e Bonaparte”.
Eugenio morreu por causa de um ataque de apoplexia com a idade de quarenta e dois.
“ Seu funeral foi magnífico, sendo conduzido, em pessoa, por seu sogro, Maximiliano I José, Rei da Baviera. É sinceramente chorado pela família da mulher e pelo povo da Baviera, pois o tinha conquistado pela sua inteligência e retidão de seu caráter”.
“Está sepultado na cripta dos Wittelsbach na Igreja de St Michael – São Miguel- em Munique, Baviera, Alemanha, a maior igreja renascentista ao norte dos Alpes. ”
“ União matrimonial felicíssima e que gerou muitas crianças, assim Eugène de Beauharnais e Augusta Amalia, são antepassados da maioria das Dinastias da Europa (governantes atuais da Noruega, Suécia, Dinamarca, Bélgica e Luxemburgo, antigos Reis de Portugal, Imperadores do Brasil, e da Grécia ...) ”, como veremos.
Eugène Rose de Beauharnais casou com Augusta Amalia Ludovika von Bayern - Augusta Amélia Ludovica Georgia de Wittelsbach, Princesa da Baviera, filha de Maximiliano I José, primeiro Rei da Baviera, da Dinastia de Wittelsbach e de Augusta Guilhermina Maria de Hesse-Darmstadt, Casa de Hesse-Darmstadt, em 14 de janeiro de 1806, Munique, Reino da Baviera.

Casamento de Eugène com Augusta Amalia.
Napoleão e Maximiano I da Baviera
Presentes



Augusta Amalia Ludovika von Bayern - 
Augusta Amélia Ludovica Georgia de Wittelsbach, 
Princesa da Baviera, filha de Maximiliano I José, primeiro Rei da Baviera


Linhagem de Eugène Rose de Beauharnais:



Rainha Joséphine
por Axel Nordgren

Princesa Joséphine Maximiliane Eugénie Napoléonne de Beauharnais, essa sim a verdadeira Joséphine de Beauharnais, que por seu pai ter sido elevado em 14 de novembro de 1817, Duque de Leuchtenberg e Príncipe de Eichstätt, também é conhecida por Joséphine de Leuchtenberg, que nasceu no dia 14 de março de 1807, Milão, Itália, casou com Oscar I, Rei da Suécia e da Noruega, filho da antiga noiva de Napoleão, Désirée Clary, portanto da Dinastia Bernadotte.
Rainha consorte da Suécia e da Noruega ficou viúva em 8 de julho de 1859, o Rei Oscar, um liberal, tinha só 60 anos.
A Rainha - viúva Joséphine morreu em Estocolmo em 07 de junho de 1876, com sessenta e nove, e recebeu um enterro católico em uma corte luterana, já que “ ela foi muito ativa no campo da religião na Suécia e na Noruega, sendo a ela atribuído à introduziram de leis mais liberais em matéria de religião”.  Suas últimas palavras foram: ". Vou para casa agora. Eu estou muito feliz", uma declaração de Fé na Gloria de Deus.
A Rainha Joséphine era lindíssima.
Foram pais de Carlos Luís Eugênio, o Rei da Suécia como Carlos XV e Rei da Noruega como Carlos IV, o primeiro dos Bernadotte nascido na Suécia, onde sua descendência ainda reina. 
Títulos em francês:
14 décembre 1807 — 29 décembre 1807: Son Altesse Impériale Joséphine, princesse d'Italie.
14 de dezembro de 1807 - 29 de dezembro de 1807: Sua Alteza Imperial Joséphine, Princesa d’tália.
29 décembre 1807 — 28 mai 1813: Son Altesse Impériale Joséphine, princesse de Bologne.
29 de dezembro de 1807 - 28 de maio de 1813:  Sua Alteza Imperial Josephine, Princesa de Bologna.
28 mai 1813 — 14 avril 1814: Son Altesse Impériale Joséphine, princesse de Bologne, duchesse de Galliera.
28 de maio de 1813 - 14 de abril de 1814: Sua Alteza Imperial Josephine, Princesa de Bolonha, Duquesa de Galliera.
14 avril 1814 — 14 novembre 1817: La duchesse Joséphine de Galliera.
14 de abril de 1814 - 14 de novembro de 1817:  Josephine, Duquesa de Galliera.
14 novembre 1817 — 22 mai 1823: Son Altesse Sérénissime la princesse Joséphine de Leuchtenberg, duchesse de Galliera.
14 de novembro de 1817 - 22 de maio de 1823: Sua Alteza Sereníssima Princesa Josephine de Leuchtenberg, Duquesa de Galliera.
22 mai 1823 — 1837: Son Altesse Royale la princesse héritière de Suède et de Norvège, duchesse de Södermanland et duchesse de Galliera.
22 de maio de 1823 - 1837 Sua Alteza Real a Princesa da Suécia e da Noruega, Duquesa de Södermanland e Duquesa de Galliera.
1837 — 8 mars 1844: Son Altesse Royale la princesse héritière de Suède et de Norvège, duchesse de Södermanland.
1837 - 08 de março de 1844: Sua Alteza Real a Princesa da Suécia e da Noruega, Duquesa de Södermanland.
8 mars 1844 — 8 juillet 1859: Sa Majesté la reine de Suède et de Norvège.
8 de março de 1844 - 08 de julho de 1859: Sua Majestade a Rainha da Suécia e da Noruega.
8 juillet 1859 — 7 juin 1876: Sa Majesté la reine douairière de Suède et de Norvège.
08 de julho de 1859 - 07 de junho de 1876: Sua Majestade a Rainha Viúva da Suécia e da Noruega.



Eugénie de Beauharnais,
Prinzessin von Leuchtenberg
Fürstin von Hohenzollern-Hechingen.

Eugénie Hortense Auguste Napoleone, conhecida como Eugénie de Beauharnais, Princesa de Leuchtenberg, nascida em Milão, Itália, no dia 22 de dezembro de 1808, e falecida aos 38 anos em Freudenstadt, Baden-Württemberg, no sul da Alemanha, de tuberculose, no dia 1 de setembro de 1847. Sepultada na Cripta dos Hohenzollern-Hechingen, já que casou com o Príncipe Friedrich Wilhelm Konstantin Hermann Thassilo de Hohenzollern-Hechingen, Príncipe soberano de Hohenzollern-Hechingen, em 22 de maio de 1826. Sem filhos.
“Seu coração foi colocado em uma urna na capela do Palácio de Leuchtenberg, em Munique, a pedido de sua mãe”.
“O Palácio Leuchtenberg (em alemão: Palais Leuchtenberg) é um grande palácio localizado em Munique, Alemanha, que atualmente aloja o Ministério das Finanças do Estado Livre da Baviera. O palácio ergue-se no nº 4 da Odeonsplatz, no lado oeste daquela praça
Títulos em francês:
1808-1814: Son Altesse Impériale Eugénie, princesse française et princesse d'Italie
1808-1814: Sua Alteza Imperial Eugenie, princesa francesa e Princesa d’Itália
1814- 1826: Son Altesse Sérénissime la princesse   Eugénie de Leuchtenberg
1814- 1826: Sua Alteza Sereníssima Princesa Eugenie de Leuchtenberg
1826 – 1847: Son Altesse Sérénissime la Princesse consort de Hohenzollern-Hechingen
1826 - 1847: Sua Alteza Sereníssima a Princesa consorte de Hohenzollern-Hechingen

  


Auguste Charles Eugène Napoléon de Beauharnais, segundo Duque de Leuchtenberg, 1.º e único Duque de Santa Cruz no Império do Brasil, e Príncipe consorte de Portugal por seu casamento com Maria II, Rainha de Portugal, filha de Dom Pedro I & IV e de dona Leopoldina, Arquiduesa da Áustria, Imperatriz do Brasil, Rainha de Portugal, da Casa de Bragança.
Nasceu em Milão, Itália, no dia 9 de dezembro de 1810.
Morreu em Lisboa no dia 28 de março de 1835, com 24 anos, de difteria dois meses após o casamento.
Sepultado no Panteão dos Braganças, Mosteiro de São Vicente de Fora, Lisboa
Títulos em francês:
1810-1817: Son Altesse Impériale Auguste, prince français
1810-1817: Sua Alteza Imperial Augustus, Príncipe francês
1817-1824: Son Altesse Sérénissime le prince Auguste de Leuchtenberg
1817-1824: Sua Alteza Sereníssima o Príncipe Augusto de Leuchtenberg
1824-1834: Son Altesse Sérénissime le duc de Leuchtenberg et le duc de Santa Cruz
1824-1834: Sua Alteza Sereníssima o Duque de Leuchtenberg e Duque de Santa Cruz
1834-1835: Son Altesse Royale le prince Auguste de Portugal
1834-1835: Sua Alteza Real o Príncipe Augusto de Portugal

O casamento de Dom Pedro e Dona Amélia
pintado por Jean-Baptiste Debret .

Amélie Auguste Eugénie Napoléone de Leuchtenberg-Beauharnais:
1812-1814: Son Altesse Impériale Amélie, princesse française e princesse d'Italie
1812 - 1814: Sua Alteza Imperial Amelia, Princesa francesa e Princesa d’Italia
1814-1829: Son Altesse Sérénissime la princesse Amélie de Leuchtenberg
1814 - 1829: Sua Alteza Sereníssima Princesa Amelia de Leuchtenberg
1829-1831: Sa Majesté Impériale l'impératrice du Brésil
1829 - 1831: Sua Majestade Imperial a Imperatriz do Brasil
1831-1873: Sa Majesté Impériale la duchesse de Bragance
1831 - 1873: Sua Majestade Imperial a Duquesa de Bragança
 Biografia rápida
De 2 de agosto de 1829 - 7 de abril de 1831
Cônjuge: Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Borbón e Bragança.
Príncipe Real de Portugal
20 de março de 1816 - 10 de março de 1826 (9 anos, 11 meses e 18 dias)
Pedro I, Imperador do Brasil, 12 de outubro de 1822 - 7 de abril de 1831 (8 anos, 7 meses)
Rei de Portugal e dos Algarves
Pedro IV
10 de março de 1826 - 2 de maio de 1826 (1 mês e 22 dias)
Regente de Portugal
3 de março de 1832 - 24 de setembro de 1834
(2 anos, 6 meses e 21 dias)
Aniversário de Dom Pedro   12 de outubro de 1798
Local de nascimento de Dom Pedro                Palácio de Queluz, quarto Dom Quixote
Data da morte de Dom Pedro        24 de setembro de 1834
Idade 35 anos
Local da morte                Palácio de Queluz, quarto Dom Quixote
Filhos de Dom Pedro e Dona Amélia:   Princesa Maria Amélia do Brasil - Maria Amélia Augusta Eugênia Josefina Luísa Teodolinda Elói Francisco Xavier de Paula Gabriela Rafaela Gonzaga
Dinastias: Casa de Beauharnais por nascimento; Casa de Bragança por casamento
Pai: Eugène de Beauharnais, Duque de Leuchtenberg
Mãe: Princesa Augusta da Baviera
Nascido: 31 de julho de 1812 Milão, Reino da Itália
Morreu                26 de janeiro de 1873 (com 60 anos) Lisboa, Reino de Portugal
Sepultada no Monumento à Independência do Brasil, São Paulo
Religião: Catolicismo romano




Princesa Maria Amélia do Brasil
Maria Amélia Augusta Eugênia Josefina Luísa Teodolinda Elói Francisco Xavier de Paula Gabriela Rafaela Gonzaga
Gabinete de Trabalho , do Museu Imperial do Brasil



Prinzessin Théodolinde de Beauharnais (1814-1857)

Théodolinde Louise Eugénie Auguste Napoléone de Beauharnais, nascido em              13 de abril de 1814, Mântua, então Reino napoleônico da Itália.
Falecida em 1 de abril de 1857, aos 42 anos, Stuttgart, então Reino de Württemberg, hoje capital de do estado de Baden-Württemberg, no sudoeste da Alemanha.
Foi de:
1814-1814: Son Altesse Impériale Théodolinde, princesse française et princesse d'Italie
1814 - 1814: Sua Alteza ImperialThéodolinde, Princesa francesa e Princesa de Itália
1814- 1841: Son Altesse Sérénissime la princesse Théodolinde de Leuchtenberg et de Eichstätt
1817-  1841: Sua Alteza Sereníssima Princesa Théodolindea de Leuchtenberg e de Eichstätt
1814- 1857: Son Altesse Sérénissime Comtesse de Wurtemberg
1814- 1857: Sua Alteza Sereníssima condessa de Württemberg

Em 8 de Fevereiro de 1841, com a idade de 26, casou, em Munique, com Wilhelm, Conde de Württemberg, depois Duque de Urach, em 28 de março de 1857, com o estilo de Sua Sereníssima Alteza.
Frederico Guilherme Alexandre Ferdinando, era filho do Duque Guilherme Frederico de Württemberg e de sua esposa morganática, a Baronesa Wilhelmine Freiin von Tunderfeld-Rhodis.

Princesa Carolina Clotilde de Beauharnais (poucos dias após o nascimento em 1816)



Maximilien de Leuchtenberg, em russoМаксимилиан Иосиф Евгений Август Наполеон Богарне.
Príncipe Maximiliano Josèphe Eugène Auguste Napoléon de Beauharnais, foi batizado de " Prinz von Leuchtenberg - Príncipe de Leuchtenberg "
Nasceu em Munique, Reino a Baviera em 2 de outubro de 1817 e faleceu em 1 de novembro de 1852, com35 anos, de tuberculose (depois de uma gripe, que virou pneumonia, gripe essa que ele pegou em sua visita a Yekaterinburg, local do assassinato do Czar Nicolai II e de toda sua família pelos comunistas) em São Petersburgo, capital do Império Russo.  
Elevado e Titulado, com direito hereditário, como Príncipe Romanovsky", chamado de "Sua Alteza Imperial", 14 de julho 1839, pelo Czar Nicolau I, da Casa Romanov, por seu casamento com   a Grã-duquesa Maria Nikolaievna, a filha mais velha do Autocrata de Todas as Rússias, em 2 de julho de 1839.
Presidente da Academia Imperial de Belas Artes (1843), diretor do Instituto do Corpo de Engenheiros Mineração,
Chefe superintendente Mining Institute (c 1844), e nessa função, ele construiu uma fundição em bronze perto de São Petersburgo, local onde foi fabricada as primeiras locomotivas a vapor na Rússia, e que por muitos anos serviram para a estrada de ferro Tsarskoye Selo, uma residência Imperial.
Major-general em serviço no Exército Imperial Russo, Comandante dos Hussardos, em seguida, foi nomeado para o comando da divisão da cavalaria dos Guardas Imperais.
Altesse impériale Maximilien de Beauharnais, Prince Romanovsky, Prince d'Eichstätt, Duc de Leuchtenberg, Duc de Navarre, Marquis de La Ferté-Beauharnais, da Dinastia / Maison de Beauharnais, é o exemplo mais marcante de minha afirmação inicial:
Napoleão queria tanto formar um Dinastia Imperial ou Real saída dele, só dele, crianças reais com sua genética, e não conseguiu.
Mais, por um dos filhos adotados por ele de sua esposa mal-amada, repudiada, a bela Joséphine, Príncipe-Duque Eugène de Beauharnais, ele teve êxito.

Através de sua neta, Joséphine, Rainha consorte da Suécia e da Noruega, as Casas de Beauharnais e de Bernadotte se uniram como já vimos acima. Com o casório de Joséphine com Oscar I, quando esse ainda era Príncipe Herdeiro do Rei da Suécia e da Noruega, que diga-se de passagem era inimigo de Napoleão I.
Como já sabemos, Joséphine e Oscar foram os pais de Carlos Luís Eugênio, o Rei da Suécia como Carlos XV e Rei da Noruega como Carlos IV.
Portanto são herdeiros de Joséphine Bonaparte, mãe dos Príncipes de Beauharnais, os seguintes Soberanos:
Reis da Suécia:
1859-1872: Charles XV (Karl XV)
1872-1907: Oscar II
1907-1950: Gustaf V
1950-1973: Gustaf VI Adolf
1973-presente: Carl XVI Gustaf
Reis da Noruega:
1818-1844: Charles III John
1844-1859: Oscar I
1859-1872: Charles IV
1872-1905: Oscar II

Haakon VII

O sucessor de Oscar II foi Haakon VII, nascido Christian Frederik Carl Georg Valdemar Axel, o Príncipe Carl da Dinamarca até 1905.
Haakon VII era filho de Frederick VIII, Rei da Dinamarca, e de Louise Josephine Eugenie da Suécia, portanto Sua Alteza Real Princesa Lovisa da Suécia e da Noruega, uma neta de Oscar I e de Joséphine, Rainha consorte da Suécia e da Noruega, responsáveis, por casamento, da união entre as Casas de Beauharnais e de Bernadotte como já vimos acima.
Assim, os Reis da Noruega continuaram a ser descendentes de Joséphine Bonaparte, e são eles:
1-      Olavo V (Sandringham, 2 de julho de 1903 – Oslo, 17 de janeiro de 1991) foi o Rei da Noruega de 1957 até sua morte. Membro da Casa de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Glücksburg, era o único filho do rei Haakon VII e da Rainha Maud de Gales, filha de Eduardo VII, Rei-Imperador do UK.
2-      Haroldo V (Asker, 21 de fevereiro de 1937) é o Rei da Noruega desde 1991, sucedendo a seu pai Olavo V. Membro da Casa de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Glücksburg, Haroldo tornou-se o primeiro príncipe da Noruega a nascer em solo norueguês desde o rei Olavo IV em 1340.
Ele é o chefe formal da Igreja da Noruega e das Forças Armadas da Noruega.
Haroldo tem dois filhos com sua esposa Sônia Haraldsen: Marta Luísa e Haakon, Príncipe Herdeiro.
Logo, Haakon Magnus av Norge, Kronprins av Norge - Haakon Magnus da Noruega, o Príncipe Herdeiro da Noruega, que nasceu a 20 de julho de 1973 no Hospital Nacional de Oslo, em Oslo, no Condado de Oslo, Noruega, que em 25 de agosto de 2001, desposou Mette-Marit Tjessem Høiby, uma plebeia e mãe solteira, na Catedral de Oslo, e são pais de duas filhas - Ingrid Alexandra e Sverre Magno da Noruega, Princesas da Noruega- traz em suas veias o sangue de Joséphine Bonaparte, e é descendente, por adoção, de Napoleão I, Imperador dos Franceses.

E mais, os Reis da Dinamarca, também, estão nessa Genealogia da Imperatriz de Bonaparte, pois Frederick VIII, Rei da Dinamarca, e de Louise Josephine Eugenie da Suécia, são pais de Cristiano X, Rei da Dinamarca, dos Godos e Vendos, Duque de Schleswig-Holstein-Stormarn-Dithmarschen-Lauemburgo e Oldemburgo
Cristiano X (Charlottenlund, 26 de setembro de 1870 – Copenhague, 20 de abril de 1947) foi o Rei da Dinamarca de 1912 até sua morte e também o único Rei da Islândia de 1918 até 1944.
Foi o terceiro monarca dinamarquês da Casa de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Glücksburg e o primeiro membro de sua família desde o rei Frederico VII a nascer dentro da família real dinamarquesa; tanto seu pai quanto seu avô eram príncipes de uma casa ducal germânica.
Nota: Era também irmão do Rei Haakon VII da Noruega.

A Dinastia de Frederick VIII, Rei da Dinamarca, é a Casa de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Glücksburg, que por casamento se misturaram com a Casa Real de Bernadotte –Beauharnais, a Casa Real de Windsor, a Casa Real de Borbón, a Casa Real de Saxe-Coburgo-Gotha, entre outros Casas Soberanas como a da Grecia, e outras de menores rangos.



Carl XVI Gustaf e a Rainha Silvia da Suécia.

Chamo atenção de que Carl XVI Gustaf - Carlos XVI Gustavo, Rei da Suécia, casou com Silvia Renate Sommerlath, filha de um pai alemão e de uma mãe brasileira, em 19 de junho de 1976, na Catedral de Estocolmo, e são pais de:
1-      Sua Alteza Real Princesa Herdeira Vitória Ingrid Alice Désirée, Duquesa de Västergötland, nascida em 14 de julho de 1977, que casou, dia 19 de junho de 2010, com Daniel Westling, que nasceu dia 15 de setembro de 1973. O casamento aconteceu no dia do 34º aniversário de casamento dos seus pais.
Em 23 de Fevereiro de 2012, às 4:16h locais, no Hospital Universitário Karolinska, em Estocolmo, Vitória deu à luz a sua primeira filha, Estelle Sílvia Ewa Mary, ou seja, Sua Alteza Real a Princesa Estela Sílvia, Duquesa de Östergötland.
2-      Sua Alteza Real Príncipe Carlos Filipe Edmund Bertil, Duque de Värmland, nascido dia 13 de maio de 1979. Em 13 de junho 2015 em Estocolmo, ele se casou com Sofia Hellqvist - Sofia Kristina Hellqvist, uma ex-modelo da revista masculina Slitz (posou de biquíni cavadíssimo enrolada numa cobra) que participou na televisão reality show Paradise Hotel em 2005
3-      Sua Alteza Real Princesa Madalena Teresa Amelie Josephine, Duquesa de Hälsingland e Gästrikland, nascida dia 10 de junho de 1982. Casou com Christopher "Chris" O'Neill, empresário anglo-americano, em 8 de junho de 2013, na capela real do Palácio Real de Estocolmo. Em 20 de fevereiro de 2014, na cidade de Nova York, a princesa deu à luz a uma menina, Leonore Lilian Maria, titulada alguns dias depois de seu nascimento, Princesa da Suécia e Duquesa de Gotland.
A Princesa Madalena deu à luz ontem, 15 de junho de 2015, a um filho do século masculino, cujo nome ainda não foi anunciado.

Porquê dessa chorumela, dessa lenga- lena, toda?
Porque a pequena Estela da Suécia, Duquesa de Östergötland, porque Leonore, Duquesa de Gotland, porque o recém-nascido sem nome, têm em suas veias sangue de Marie Josèphe Rose Tascher de la Pagerie une créole de la Martinique.
Eles são a prova viva de que ela deu certo.
Deu muito sério.
Imperatriz dos Franceses e Rainha da Itália, Duquesa de Navarra,  foi uma esposa mal-amada, repudiada a gritos e ranges de dentes, divorciada, com casamento religioso cavilosamente anulado, que fez das tripas coração para educar seus filhos, que, com isso, se tornou antepassada das Famílias Reais da Noruega , Suécia , Bélgica , Luxemburgo , Dinamarca e Grécia ( esses com o Duque de Edimburgo na Casa de Windsor e seus filhos e netos) entre outras, de uma Imperatriz do Brasil, de uma Princesa do Brasil e Portugal,  de um Príncipe-consorte de Portugal e Algarves, de Grão-Duques e Príncipes da Rússia, e de muitos outros membros da Nobreza.
Tornou-se avó do mais notável dos Imperadores franceses, Napoleão III, o governante que tirou a França do século XVIII e a colocou em pé de igualdade com o desenvolvido Império Britânico, que deu ao mundo a Paris Moderna.
Napoleão por ele não consegui, não conseguiu transmitir seu sangue para nenhuma Casa Real, somente teve sucesso pelos filhos adotados por ele de sua esposa, a bela Joséphine

Estela da Suécia.




Princesa Madalena da Suécia, Chris O'neill, e o bebe Leonore.





Vive Joséphine

Bravo ma belle créole de la Martinique