quinta-feira, 25 de junho de 2015

FELIPE II, o fanático Rei de Espanha


FELIPE II



Carlos com seu filho Filipe, por Antonio Arias Fernándezc, c.1639–1640, Museu do Prado

Um historiador não deve dar opiniões sobre os personagens da História, mas eu dou.
Depois de Adriano Imperador romano, de Hitler, de Himmler, o personagem, para mim, mais repulsivo é Felipe II.
Filho de e Carlos V& I, Rei e Imperador, e da belíssima Dona Isabel de Portugal, filha de Manuel I, Rei de Portugal, e Maria de Trastâmara y Trastâmara , Infanta de Aragão e Castela, filha dos Reis Católicos, Isabel I de Castela e Fernando II de Aragão.
Nasceu no El Palacio Real de Valladolid, Valladolid, hoje na comunidad autónoma de Castilla y León, em 21 de maio de 1527.
Morreu no Monasterio de San Lorenzo de El Escorial es un complejo que incluye un palacio real, una basílica, un panteón, una biblioteca y un monasterio. Se encuentra en la localidad de San Lorenzo de El Escorial, en la Comunidad de Madrid, no dia 13 de setembro de 1598, com 71 anos de idade.
Para ser preciso “ em «Palacio de los Austrias» ocupa todo el mango de la parrilla de El Escorial y parte del patio Norte, construido en dos pisos alrededor del presbiterio de la Basílica y en torno al Patio de Mascarones”
Católico fanático, mas sexualmente muito ativo como o pai.
Foi o responsável pela maior vergonha que a Espanha passou em sua História, a derrota sofrida pela chamada Invencível Armada, la Grande y Felicísima Armada.
Grande y Felicísima Armada cuja missão era “invadir Inglaterra e destronar Elizabeth I. O ataque ocorreu no contexto da Guerra Anglo-Espanhola de 1585-1604, e falhou. A guerra se espalhou por mais de 16 anos e terminou com o Tratado de Londres de 1604”.


Transferência de soberania sobre a Holanda
em 25 de outubro de 1555 por Carlos V&I a Filipe II.
Pintura de História por Louis Gallait de 1841

Felipe foi:
Ao nascer Príncipe das Espanhas e Arquiduque da Áustria.
E mais:
Príncipe de Girona e Príncipe das Astúrias
Rex Catholicismus , ou Rey Católico
Rei do Chile, Rei de Castela, de Aragón, de Leão, de Navarra, de Granada, de Toledo, da Galiza, de Sevilha, de Córdoba, de Múrcia, de Jaen, Valencia, Maiorca, de Jerusalém de Portugal, dos Algarves e de ambos os lados do mar em África, Senhor da Guiné e da Conquista, Navegação e Comércio da Etiópia, Arábia, Pérsia e Índia, etc., de Algeciras, de Gibraltar, das Duas Sicílias, de Nápoles, da Sardenha, da Córsega, da Inglaterra e Irlanda de jure uxoris com Maria, a Sanguinária, Rei titular da França, das Ilhas Canárias, da Índias, as ilhas e Continental do Mar Oceano ( pela Espanha).
Soberano dos Países Baixos.
Príncipe da Suábia.
Duque da Borgonha, de Milão, Duque de Atenas, de Neopatria, de Lothier, de Brabante, de Limburgo, de Luxemburgo, de Guelders.
Margrave de Oristano, Margrave do Sacro Império Romano.
Conde de Barcelona, de Charolais, Goceano, de Roussillon, de Cerdanya, de Flandres, de Artois, de Hainaut, da Holanda, de Zelândia, de Namur, de Zutphe.
Conde Palatino da Borgonha.
Conde Príncipe  de Habsburgo e do Tirol.
Senhor da Frísia, Salins, Mechelen, as cidades, vilas e terras de Utrecht, Overyssel, Groningen, de Molina, de Biscaia.  
Defensor da Fé e Vigário imperial de Siena
Dominator na Ásia, África
Cavaleiro do Tosão de Ouro
Grão-Mestre da Ordem do Tosão de Ouro
Grão-Mestre da Ordem de Calatrava
Grão-Mestre da Ordem de Alcântara
Grão-Mestre da Ordem de Santiago
Grão-Mestre da Ordem de Montesa
“Em 1584 , no Tratado de Joinville , ele foi denominado "Felipe, pela graça de Deus segundo do seu nome, Rei de Castela, Leão, de Aragão, Portugal, Navarra, Nápoles, Sicília, Jerusalém, Maiorca , Sardenha e as ilhas, Índias e terra firme do mar do oceano ; Arquiduque da Áustria; Duque de Borgonha, Lothier , Brabant, Limburgo , Luxemburgo , Guelders , e Milão, Conde de Habsburgo, Flandres, Artois , e Borgonha , Conde Palatino de Hainault , Holanda e Zeeland , Namur , Drenthe , Zutphen ; Príncipe de "Zvuanem"; Marquês do Sacro Império Romano; Senhor de Frisia , Salland , Mechelen , e das cidades, vilas e terras de Utrecht , Overissel , e Groningen ; Mestre da Ásia e da África "
Na medalha cunhada em 1583 trazia as inscrições " PHILIPP II HISP ET NOVI ORBIS REX "(" Felipe II, Rei da Espanha e do Novo Mundo ") e outras foram cunhadas com a inscrição “NON SUFFICIT ORBIS " (" O mundo não é o suficiente ").
A inscrição " O mundo não é o suficiente” reflete bem o porquê eu considero Felipe repulsivo.


                                                                             Felipe II

Felipe casou com
1-      Dona Maria Manuela de Portugal, Infanta portuguesa, da Dinastia de Avis, filha de João III e Catarina de Áustria, portanto sua prima, que foi Princesa herdeira de Portugal (1527-1535), Princesa-consorte das Astúrias (1543-1545), Duquesa- consorte de Milão (1543 – 1545) e foram pais de:
Carlos Lourenço da Áustria, nasceu em El Palacio Real de Valladolid, Valladolid, hoje na comunidad autónoma de Castilla y León, em 8 de julho de 1545, e faleceu em Madrid, 24 de julho de 1568, Príncipe das Astúrias de 1560 até sua morte em 1568, com 23 anos de idade.
Era doente, fraco, muito enfermiço como bom filho de primos.
2-      Com Maria, a Sanguinária. Sem filhos.
3-      Isabel de Valois, nascida Elizabeth de France, filha do rei Henrique II e Catarina de Médici, Princesa florentina da importante família Medici.  Nasceu no Château de Fontainebleau, no dia 2 de abril de 1545, e faleceu por complicações por causa de um aborto de um filho natimorto no “ «Palacio de los Austrias» no complexo do Monasterio de San Lorenzo de El Escorial, no dia 3 de outubro de 1568. Foram pais de:
a-      Filho natimorto (1560).
b-      Filhas gêmeas morreram pouco depois que nasceram (1564).
c-       Doña Isabella Clara Eugenia de Espanha (12 de agosto de 1566 - 01 de dezembro de 1633), Infanta de España, Archiduquesa de Austria, Soberana de los Países Bajos y de Borgoña, casou-se com Albert VII, Archiduque de Austria, Soberano de los Países Bajos y conde de Borgoña. Anteriormente había sido cardenal de la Iglesia Romana con el título de Santa Cruz de Jerusalén, Virrey e inquisidor general de Portugal, arzobispo de Toledo y Canciller Mayor de Castilla.
d-      Doña Catalina Micaela de Austria, Caterina Michela d’Asburgo, nasceu no “ «Palacio de los Austrias» no complexo do Monasterio de San Lorenzo de El Escorial, no dia 10 de outubro de 1567, e faleceu no Palazzo Madama, «Residencias de la casa real de Saboya», aos 30 anos, em Turim, na Savóia, hoje Itália, no dia 6 de novembro de 1597, casou-se com Carlo Emanuele I, el Grande, di Savoia, Duque de Savóia, conhecido como Bioca d' feu («Cabeza de fuego» ou "Cabeça de fogo").Infanta de Espanha, Arquiduquesa de Austria, Duquesa – consorte de Savóia, e Regente de Savóia durante várias ausências de seu marido.  
4-      Quarta e última esposa foi Anna von Österreich, Doña Ana de Austria, filha de Maximiliano II de Habsburgo, Imperador do Sacro Império e outros Títulos, primo de Felipe II, pois era filho de Ferdinando I, do Sacro Império, irmão de Carlos V&I.
A mãe era María de Austria y Portugal, filha mais velha do Imperador Carlos V&I, e de sua esposa, Dona Isabel de Portugal, filha do Rei D. Manuel I de Portugal, portanto meia-irmã de Felipe II.
Assim a noiva era sobrinha e prima, por isso houve dispensa do Papa Pio V.
Ela nasceu em 1 de novembro de 1549, em Cigales, provincia de Valladolid, la comunidad autónoma de Castilla y León, Espanha.
Faleceu vítima de uma gripe, mas gravida, em Talavera la Real, Badajoz, hoje comunidad autónoma de Extremadura, em 26 de outubro de 1580.
Foram pais de:
a-      Fernando da Austria, Príncipe das Astúrias, nasceu em 4 de dezembro de 1571, e faleceu em – 18 de outubro de 1578, com 6 anos.
b-      Carlos Lorenzo da Austria, Infanta de Espanha, * 12 de agosto de 1573 – † 30 de junho de 1575.
c-       Diego Félix da Austria, Príncipe das Asturias, *15 de agosto de 1575 – † 21 de novembro de 1582, com 7 anos
d-      Felipe III de España, llamado «el Piadoso», Rey de España, Portugal, Nápoles, Sicilia y Cerdeña, Duque de Milán.
e-      María da Austria, Infanta de Espanha, *14 de fevereiro de 1580 – † 5 de agosto de 1583.

Com vemos Felipe gostava disso à beça, quase morreu lá para os lados do morro do Encantado.



Cadeira de rodas de Felipe II

1595