terça-feira, 2 de junho de 2015

Reino da Dinamarca- Os Reis europeus em função e suas Dinastias no III Milênio.

Os Reis europeus em função e suas Dinastias no III Milênio.

Por ordem alfabética das Nações:

Dinamarca;
Espanha;
Inglaterra- UK;
Noruega;
Suécia.

Dinamarca - Kongeriget Danmark - Reino da Dinamarca:
 Os nomes dos monarcas estão em Francês.  
e em outras Linguás.

Bandeira

Brasão d’Armas da Dinamarca

Adam von (ou af) Bremen, que assinava Adamus Bremensis, que em português é Adão de Bremen, foi um cronista medieval alemão que viveu na segunda metade do século XI, cuja a Obra mais importante é a crônica, a Magnum Opus denominada "Gesta Hammaburgensis Ecclesiae Pontificum" ("Atos dos Bispos da Igreja de Hamburgo").
Nela ele descreve “as atividades missionárias da igreja de Bremen permitiram-lhe juntar muitas informações sobre a história e a geografia do norte da Alemanha, a história e a geografia da Dinamarca e dos demais países escandinavos (a Noruega, a Suécia, a Finlândia, as ilhas Feroé - localizadas no Atlântico Norte entre a Escócia e a Islândia-  e a Islândia) bem como as terras do noroeste da Rússia, chegando até a Groenlândia”.
Adam von Bremen afirma que antes do primeiro Rei consagrado da Dinamarca, Gorm den Gamle, Gorm, o Velho, que reinou de 930 até cerca de 958, houveram 20 outros soberanos, os chamados Danske sagnkonger, o Reis Lendários, mencionados em lendas, poemas e crônicas da Idade do Ferro Germânica tardia (um período entre 400 e 800 d.C., na época das invasões bárbaras na Europa continental, que foi seguido pela Idade dos Vikings), “mas não há fontes primitivas, como pedras runas, que podem confirmar a sua existência (exceto para um menor número de reis do século 10)”.
O mais antigo é Kong Dan, um Soberano mitológico, que deu o nome ao povo e a seu país, o Pais de Dan, os dinamarqueses da Dinamarca, isso de acordo com o Chronicon Lethrense, escrito por volta de 1170, e com o poema da Edda Poética, que é parte do Codex Regius, um manuscrito islandês do século 13, que é a mais importante fonte de conhecimento sobre mitologia nórdica”. Edda Poetica, também é chamado de Edda Sæmundar, em referência a Sæmundr Sigfússon, dit Saemund le sage (o sábio), ou Snorri Sturluson, historiador, poeta e político islandês da Idade Média, aquém é atribuída a autoria dele.  
Dan e sua irmã Drott eram filhos de Ríg, uma das manifestações do deus Heimdall, "o mais brilhante dos deuses", que organizou a sociedade escandinava medieval, pois deu à luz o primeiro escravo durante sua primeira viagem à Midgard, ou seja, Thrall, ao primeiro homem livre foi criado na segunda viagem para Midgard, ou seja,Karl, e ao primeiro nobre criado quando a terceira e última viagem Ríg para Midgard, ou seja,  Jarl.
“Midgard, Miðgarðr (nórdico arcaico), Midjungards (gótico), e Middangeard (inglês arcaico) é o nome do reino dos humanos na mitologia nórdica, correspondendo à Terra como então era conhecida”.
Depois, Halvdan den Gamle, Halfdan Velho, “mais antigo ancestral da família real dinamarquesa”.
E se sucedem os Reis das Dinastias:
1-      Casa de Gorm – Jellingdynastiet – House of Knýtlinga, a Genealogia de Gorm, o Velho, a Raça de Gorm. O seu Rei mais famoso foi Cnut, o Grande, Rei da Dinamarca, Noruega e Inglaterra (reinado de 1016 até1035, coroado em Londres 6 de janeiro de 1017) que deu seu nome a esta Dinastia.
Soberanos: Gorm · Harald I · Sven I  · Harald II · Knut II · Knut III · Magnus da Noruega

2-      Casa de Fairhair – Hårfagreætta – fundada por Haroldo I da Noruega, ou Haroldo Cabelo Belo, fundador e o primeiro Rei da Noruega. Reinou entre 872 e 930. Que reinou na Dinamarca a partir de 8 de junho de 1042 até 25 de outubro de 1047, com Magnus Olafsson, ou Magnus o Bom (nórdico antigo: Magnús Godi, norueguês e dinamarquês: Magnus den gode), o Rei da Noruega a partir de 1035 até sua morte em 25 de outubro de 1047.


Valdemar cobrando impostos em Visby em 1361,
De autoria do pintor histórico sueco Carl Gustaf Hellqvist (1851 - 1890).
Rei Valdemar Atterdag, de barbas o que não era costume a época, senta-se à direita, em um trono vermelho elevada na frente da igreja de St. Catherine. No centro da pintura, os personagens principais são vistos, ou seja, o prefeito e sua família. O prefeito aperta seu punho em ira e olha para o rei dinamarquês, enquanto sua esposa olha para o céu, em direção a Deus. A mulher, com cabelo descoberto, embora as mulheres do século 14 casadas geralmente tinham os cabelos cobertos, desempenha o papel de Virgem Maria, e ela tem uma gota de lágrima no canto do olho. O cenário é teatral e romantizado como foi feito em um período em que o nacionalismo romântico era popular no Norte da Europa.
A tela “"Valdemar Atterdag impõe uma taxa às Visby 1361," foi premiada com uma medalha de ouro em Viena, Áustria, em 1882 e é agora uma parte das coleções do Museu Nacional de Belas Artes em Estocolmo, Suécia.
Atterdag, quer dizer Novo Dia, New Day.

3-      Casa de Estridsen, um Ramo da Dinastia Jellingdynastiet, a primeira, que reinou na Dinamarca com Svend Estridsen, de 1047 até 28 de abril de 1074, e até   com Valdemar IV, Atterdag (New Day) de 24 de junho de 1340 - 24 de outubro de 1375. Valdemar foi pai da Rainha Margarida I, Margrete I (Margrete Valdemarsdatter), Rainha da Dinamarca De 10 de agosto de 1387 –até 28 de outubro de 1412, 25 anos, dois meses e 18 dias, Rainha da Noruega de 2 de fevereiro de 1388 até 28 de outubro de 1412, 24 anos, 8 meses e 26 dias, e Rainha da Suécia de 24 de fevereiro de 1389 até 28 de outubro de 1412, 23 anos, 8 meses e 4 dias.
Soberanos: Sven II · Harald III · Knut IV · Oluf I · Éric I  · Niels · Éric II · Éric III · Sven III · Knut V · Valdemar I  · Knut VI · Valdemar II · Valdemar, o jovem · Éric IV · Abel · Christophe I  · Éric V · Éric VI · Christophe II · Valdemar III · Christophe II · Valdemar IV · Oluf II · Margarida I – a única soberana até a atual Rainha, Margarida II.

4-      Casa de Bjälbo, ou Bjelbo, ou Folkungaslægten, também conhecida como a Casa de Folkung, originaria da Gotlândia, Östergötland, uma província na Suécia, cujos membros foram Reis, Bispos, e Yarl, equivalente ao Conde, “ mas o título desapareceu dos países nórdicos no ano de 1200, e é o precursor do título de Duque. Exemplo: Canuto Lavard, filho do Rei Érico I da Dinamarca e da Rainha Bodil Thrugosdatter, santo católico, que foi Duque da Jutlândia, Título que em “1375 mudou para Duque de Schleswig, além do que o nome de Schleswig foi gradualmente estendido para designar todo o território do Duque. O nome é retirado da cidade de Schleswig, sede do Ducado. Até 1864 permaneceu Schleswig o nome oficial do Ducado”. A Dianstia “forneceu três Reis da Noruega, e um Rei da Dinamarca no século 14”. “Olavo II & IV (Oslo, dezembro de 1370 – Falsterbo, 23 de agosto de 1387) foi o Rei da Dinamarca como Olavo II a partir de 1376 e também Rei da Noruega de 1380 até sua morte. Era filho do rei Haakon VI da Noruega e neto de Magno IV da Suécia. Sua mãe era a rainha Margarida I da Dinamarca e seu avô era Valdemar IV da Dinamarca”.
5-      Casa de Estridsen – Essa Dinastia voltou ao Trono da Dinamarca com Margarete I, citada acima, de 10 de agosto 1387-1328 outubro 1412.

Armas com Grifo.

6-      Casa de Pomerânia - La Maison de Poméranie, ou Maison de Greifen, em alemão: Greifen; em polonês: Gryfici, em inglês: Griffins; em francês: Griffon, em português: Casa da Pomerânia. Griffon pois em suas Armas existe um Grifo, figura imaginária, com cabeça e asas de águia e corpo de leão. “O primeiro uso conhecido do grifo na heráldica da Dinastia aparece no selo de Casimiro II da Pomerânia, que ostenta o animal imaginário em seu escudo e está ligado a um documento de 1194. As origens da Casa do Grifo não estão claramente estabelecidas”. Foi “Érico da Pomerânia (Rügenwalde, c. 1381 – Rügenwalde, 3 de maio de 1459) foi o Rei da Noruega como Érico III, Rei da Dinamarca como Érico VIII e também Rei da Suécia como Érico XIII. Foi o primeiro monarca da União de Kalmar, sucedendo sua mãe adotiva Margarida I da Dinamarca”.
“União de Kalmar (do Dinamarquês/Norueguês/Sueco: Kalmarunionen) foi uma série de uniões pessoais ocorridas entre 1397 e 1521, que unificaram os três reinos da Dinamarca, Noruega e Suécia sob um monarca único”.
7-      Casa de Pfalz- Neumarkt, ou Palatinate-Neumarkt, ou Palatinado- Neumarkt. Um ramo da Casa de Wittelsbach, Príncipes Eleitores o Palatinado do Reno (em alemão: Pfalzgrafschaft bei Rhein), posteriormente, Eleitorado do Palatinado (em alemão: Kurpfalz), território histórico do Sacro Império Romano-Germânico. A Casa de Wittelsbach, também, era a Casa dos Condes Palatinos da Baviera. Reinado com Cristóvão da Baviera (Neumarkt in der Oberpfalz, 26 de fevereiro de 1416 – Helsingborg, 5 de janeiro de 1448) foi o Rei da Dinamarca como Cristóvão III de 1440 até sua morte, Rei da Suécia a partir de 1441 e também Rei da Noruega de 1442 até sua morte, todos durante a União de Kalmar”.
8-      Casa de Oldenburgo, Huset Oldenborg, Haus von Oldenburg, ” é uma família nobre do norte da Alemanha e uma das mais influentes Casas Reais europeias, inclusive atualmente reina na Dinamarca e indiretamente noutros países”. “Ela também deu soberanos da Rússia (1762 até 1917), da Grécia (1863 até1974) e de Suécia (1751 até 1818”.
O primeiro foi “Cristiano I (Oldemburgo, fevereiro de 1426 – Copenhague, 21 de maio de 1481) foi o Rei da Dinamarca de 1448 até sua morte, Rei da Noruega a partir de 1450 e Rei da Suécia de 1457 até ser deposto em 1464, todos durante a União de Kalmar”.
O último foi “Frederico VII (Copenhague, 6 de outubro de 1808 – Glücksburg, 15 de novembro de 1863) foi o Rei da Dinamarca de 1848 até sua morte. Ele foi o último a reinar como absoluto. Durante seu reinado, ele assinou uma constituição que estabelecia um parlamento e transformava o país em uma monarquia constitucional. Foi, também, Rei da Dinamarca, dos Godos e Vendos, Duque de Schleswig-Holstein-Stormarn-Dithmarschen-Lauemburgo e Oldemburgo”.
Soberanos: Christian I · Jean · Christian II · Frédéric I · Christian III · Frédéric II · Christian IV · Frédéric III · Christian V · Frédéric IV · Christian VI · Frédéric V · Christian VII · Frédéric VI · Christian VIII · Frédéric VII.

9-      Casa de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Glücksburg, dessa falaremos na próxima conversa....



Durante a ocupação alemã da Dinamarca, o Rei Cristiano X, um antinazista convicto, tornou-se um poderoso símbolo da soberania nacional.
Esta imagem data do aniversário do Rei, em 26 de setembro de 1940.



Continua....