segunda-feira, 1 de junho de 2015

Os Reis do início do XX, do II Milênio. Todos nascidos no século XIX.



Os Reis do início do XX, do II Milênio.
Todos nascidos no século XIX.


Eduardo VII

Um tempo que acabou, com oito soberanos da Europa participando pacificamente no funeral de um Soberano, Eduardo VII, Rei do Reino Unido, Irlanda e Domínios Britânicos de Além-mar, Imperador da Índia, etc...
Na fotografia encontram-se:
O Rei Haakon VII da Noruega, o Rei Fernando I da Bulgária ( Republica) , o Rei Manuel II de Portugal ( Republica), o Kaiser Guilherme da Alemanha ( Republica), o Rei Jorge I da Grécia ( Republica) , o Rei Alberto I da Bélgica, o Rei Afonso XIII de Espanha, o Rei Jorge V da Inglaterra, e o Rei Frederico VIII da Dinamarca.


Haakon VII
1-       Haakon VII, Christian Frederik Carl Georg Valdemar Axel af Glücksborg, Rei da Noruega de 18 de novembro de 1905 até 21 de setembro de 1957, durante 51 anos, 10 meses e 3 dias. Nasceu em 3 de agosto de 1872, no Palácio de Charlottenlund, perto de Copenhagen. Seu pai, foi o Rei Frederick VIII, sua mãe, Louise da Suécia, era a filha do Rei Carl XV e Rainha Louise, nascida Princesa dos Países Baixos. Da Casa de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Glücksburg, dos Duques de Schleswig-Holstein, dos Reis da Dinamarca, dos Reis da Noruega, dos Rei dos helenos, leia-se Grécia, dos Reis da Islândia e do atual Duque de Edimburgo, consorte da Rainha Elizabeth II.  


Fernando I, Czar dos Búlgaros
2-      Fernando I, Czar dos Búlgaros, muitas vezes chamado de Rei da Bulgária, Fernando Maximiliano Carlos Leopoldo Maria de Saxe-Coburgo-Gota, seu reinado como primeiro soberano foi de 5 de outubro de 1908 até 3 de outubro de 1918, portanto 9 anos, 11 meses e 28 dias. Nasceu em Viena, Império austríaco, no dia
26 de fevereiro de 1861, filho mais novo do Príncipe Augusto de Saxe-Coburgo-Gota e da Princesa Clementina, chamada Mademoiselle de Beaujolais, nascida Princesa de Orléans, filha de Luís Felipe I, Rei dos Franceses.
“Fernando I pôs a Bulgária na Primeira Guerra Mundial ao lado da Alemanha almejando territórios nos Bálcãs e se livrar da influência russa, mas abdicou ao trono em 1918, após a derrota na Primeira Guerra Mundial para evitar uma dominação estrangeira de seu país. Sucedeu-lhe o seu filho mais velho Boris, futuro Boris III”.
“Morreu no Château de Coburgo, em Coburgo, a antiga capital do Principado do ramo mais jovem (Linhagem ou Linha Ernestine) da Casa da Saxónia, os Duques de Saxe-Coburg-Gotha, na Baviera, Alemanha, aos 87 anos, no dia 10 de setembro de 1948. Seu último desejo era ser enterrado na Bulgária e é por esta razão que seu caixão foi temporariamente colocado na cripta da Igreja de Santo Agostinho em Coburgo, ao pé do túmulo de seus pais. Ele ainda está lá até hoje”.


Dom Manuel II
3-      Dom Manuel II, Manuel Maria Filipe Carlos Amélio Luís Miguel Rafael Gabriel Gonzaga Xavier Francisco de Assis Eugénio de Bragança Orléans Savóia e Saxe-Coburgo-Gotha, Sua Majestade Fidelíssima e Pela Graça de Deus, Rei de Portugal e dos Algarves, d'Aquém e d'Além-Mar em África, Senhor da Guiné e da Conquista, Navegação e Comércio da Etiópia, Arábia, Pérsia e Índia, etc.. Reinou de 1 de fevereiro de 1908 até 5 de outubro de 1910, 2 anos, 8 meses e 4 dias, sendo deposto por um golpe de Estado.
“Na verdade, a 4 de outubro de 1910, começou uma revolução e no dia seguinte, 5 de outubro deu-se a Proclamação da República em Lisboa. O Palácio das Necessidades, residência oficial do Rei, foi bombardeado, pelo que o monarca terá sido aconselhado a dirigir-se ao Palácio Nacional de Mafra, onde sua mãe, a Rainha, e a avó, a Rainha-mãe Maria Pia de Saboia viriam juntar-se a ele. No dia seguinte, consumada a vitória republicana, Manuel II decidiu-se a embarcar na Ericeira no iate real "Amélia" com destino ao Porto. Os oficiais a bordo terão demovido Manuel dessa intenção, ou raptaram-no simplesmente, levando-o para Gibraltar. A família real desembarcou em Gibraltar, recebendo-os logo a notícia de que o Porto aderira à República. O golpe de Estado estava terminado. A família real seguiu dali para o Reino Unido, onde foi recebido pelo Rei Jorge V”.
Dom Manuel nasceu no Palácio de Belém, em Lisboa, cerca de um mês depois da subida de seu pai ao trono de Portugal, no dia 15 de novembro de 1889, e faleceu no exilio, em Londres, no dia 2 de julho de 1932.
Era filho do Rei Dom Carlos I, e da Rainha Dona Amélia, nascida Princesa de Orleans, “ filha mais velha de Felipe de Orleans, Conde de Paris, pretendente orleanistas ao trono da França sob o nome de "Philippe VII", e sua esposa era a Infanta franco-espanhola Marie-Isabelle de Orleans.
“ Sucedeu ao seu pai, o Rei Dom Carlos I, depois do assassinato deste e do seu irmão mais velho, o Príncipe Real Luís Filipe, a 1 de fevereiro de 1908. Antes da sua ascensão ao trono, Manuel foi Duque de Beja e Infante de Portugal”.


Kaiser Guilherme II

4-      Wilhelm II, Friedrich Wilhelm Viktor Albert von Preußen, Guilherme II, Frederico Guilherme Vitor Alberto da Prússia, da Dinastia de Hohenzollern, Kaiser - Imperador alemão e Rei da Prússia-  de 15 de junho de 1888 - 9 de novembro de 1918, portanto 30 anos, 4 meses e 25 dias.
“Na revolução alemã de novembro de 1918, no dia 9 de novembro de 1918, o chanceler Max von Baden anunciou, a abdicação de Wilhelm e seu filho, o Príncipe Herdeiro Wilhelm da Prússia. O Imperador partiu em seu trem, o mesmo que levou Lenine de volta a Rússia, para a Holanda, onde pediu asilo político.  O governo relutou em dá-lo, mas depois de 2 dias a Rainha Guilhermina concordou, desde que ele não tivesse nenhum tipo de atividade política”.
Os Aliados da I Grande Guerra solicitaram sua extradição para julgamento como Criminoso de Guerra, a Rainha não concordou, e Guilherme morreu no dia 4 de junho de 1941, em Doorn, na Holanda. Os nazistas tiraram proveito de seu sepultamento, mas ele “foi um anti-Nazi da primeira hora e condenou veementemente, apesar de suas crenças antissemitas, as leis antijudaicas. Durante a Kristallnacht em novembro de 1938, ele disse: "Pela primeira vez, eu tenho vergonha de ser alemão”. ”
“Kaiser é um título que significa "Imperador". Vem do latim Cæsar, por empréstimo do cognome do ditador romano Júlio César, da mesma maneira que o título eslavo Czar e o húngaro Császár. Trata-se de um título monárquico soberano do mais alto nível”.

William II, sua segunda esposa Hermine Reuß zu Greiz,
Princesa Reuss zu Greiz, que viuva retornou à Alemanha, sendo capturado pelos soviéticos no final da Segunda Guerra Mundial, ela morreu dois anos depois, em 1947, em Frankfurt am Oder, num Campo de Prisioneiros de maus tratos.

Jorge da Grécia
5-      Jorge I, Rei da Grécia ou Rei dos Helenos, Geórgios I tis Elladas, William Adolphe Georges Ferdinand de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Glucksburg , Príncipe da Dinamarca e, em seguida, por sua eleição , Rei dos Helenos, que reinou de 30 de Março de 1863 - 18 de Março de 1913,  49 anos, 11 meses e 16 dias. O Rei manifestou secretamente iria deixar o cargo, por ocasião do seu Jubileu, a ter lugar em outubro de 1913, mas foi assassinado antes disso pelo anarquista Alexandros Schinas, um grego simpatizante do anarquismo. Ele é avó de Felipe, Duque de Edimburgo, marido da Rainha Elizabeth. Foi sucedido por seu filho Constantino I, Rei dos Helenos. 



Alberto da Bélgica
6-      Alberto I, Rei da Bélgica – ver nesse Blog a biografia desse soberano que visitou o Brasil, com sua esposa, a Rainha Elizabeth.


Don Afonso XIII
7-       Afonso XIII, Don Alfonso León Fernando María Jaime Isidro Pascual Antonio de Borbón y Habsburgo-Lorena, Rei de Espanha deposto por uma revolução em 14 de abril de 1931. Seu reinado foi de 17 de maio de 1886 até 14 de abril de 1931, 44 anos, 10 meses e 28 dias. Ela havia nascido no palácio Real de Madrid, Filho póstumo de Alfonso XII, e Maria Cristina, Arquiduquesa da Áustria, Princesa da Casa de Habsburgo-Lorena, popularmente chamada de "Doña Virtudes”, e morreu em Roma, no dia 28 de fevereiro de 1941, com 54 anos de idade. Está sepultado na Real cripta do Mosteiro de El Escorial, Reino de Espanha. Ele é bisavô do atual Rei, Don Felipe VI.


Jorge V
8-      Jorge V, George Frederick Ernest Albert, Rei do Reino Unido, Irlanda e Domínios Britânicos de Além-mar
Imperador da Índia, filho do de cujus, reinou de 6 de maio de 1910 - 20 de janeiro de 1936, 25 anos, 8 meses e 14 dias. Nascido no dia 3 de junho de 1865 na residência real de Marlborough House em Londres Seu pai ainda era o Príncipe de Gales, o filho mais velho da Rainha Victoria e do Príncipe Albert de Saxe-Coburgo-Gota. Sua mãe era Alexandra, nascida Princesa da Dinamarca, filha mais velha de Cristiano IX, Rei da Dinamarca, e faleceu em Sandringham House, uma residência da família real britânica, situada perto da aldeia de Sandringham, Norfolk, no dia 20 de janeiro de 1936, com 70 anos, e é o avô da Rainha Elizabeth II do UK.
Frederico da Dinamarca
9-      Frederico VIII, Christian Frederik Vilhelm Carl af Glücksburgske, Rei da Dinamarca de 29 de janeiro de 1906 até 14 de maio de 1912, 6 anos, 3 meses e 15 dias.
Depois de uma viagem à França, no dia “14 de maio de 1912, na noite de sua chegada, incógnito, Frederick VIII saiu para uma caminhada. Enquanto caminhava, ele empalideceu e desabou em um banco. Ele foi descoberto por um agente da polícia e levado para Hafen hospital, onde foi declarado morto. Ele tinha 68 anos. Sua identidade era desconhecida, seu corpo foi colocado em um necrotério, onde seus servos vieram e o reconheceram. A causa oficial da morte foi um ataque cardíaco. Ele foi sepultado na catedral de Roskilde perto de Copenhagen. Seu filho mais velho sucedeu-o sob o nome de Christian X “.
Frederick era o filho mais velho de Christian IX e Rainha Louise, irmão da Rainha Alexandra, esposa de Eduardo VII, o falecido, e de George I, Rei da Grécia ou dos Helenos, e nasceu em Copenhagen no dia 3 de junho de 1843.