sexta-feira, 8 de maio de 2015

185 B– Uma conversa sobre os Países Baixos, a Holanda.



185 B– Uma conversa sobre os Países Baixos, a Holanda.


 Felipe, o Belo, el Hermoso,

Continuação...

Duques da Borgonha da Dinastia Habsburgo:
Dukes Habsburg Burgundy:

1477 - 1 482: Maria de Borgonha por direito próprio, e Maximiliano I de Habsburgo, seu marido, acima citados;
1482 - 1506: Filipe, o Belo, filho dos precedentes,
1506 - 1556: Carlos I & V, filho do precedente.

Nome
Reinado
Notas

Felipe I de Castela, el Hermoso,
com sua mulher, Joana, a Louca, Rainha de Castela.
 Nasceu em Bruges, a Veneza do Norte, hoje cidade belga, capital da província de Flandres Ocidental, na região de Flandres em 22 de julho de 1478.
Faleceu em Burgos, hoje na província de Burgos, comunidade autónoma de Castela e Leão, no dia 25 de setembro de 1506, com 28 anos de idade.
Felipe, o Belo, em português.
1504 - 1506 
Rei consorte de Castela, Duque de Borgonha como Filipe IV
Duque de Brabante como Filipe III
Duque de Limburgo como Filipe III
Duque da Lotaríngia como Filipe III
Duque de Gueldres como Filipe I
Duque de Luxemburgo
como Filipe II
Marquês de Namur como Filipe V
Conde de Artois como Filipe VI
Conde de Flandres como Filipe IV
Conde de Charolais como Filipe III
Conde de Hainaut como Filipe II
Conde da Holanda como Filipe II
Conde de Zelândia como Filipe II
Conde Platino da Borgonha como Filipe VI
Conde de Zutphen como Filipe I
Ele é o filho do Imperador do Sacro Império Romano Maximiliano I de Habsburgo e a Duquesa Maria de Borgonha (essa morreu com a idade de 25   anos). Ele é o fundador da Dinastia dos Habsburgos Espanhóis, a Casa da Áustria. 
Joana a Louca, sua esposa e filha dos Reis Católicos, ficou mais maluca ainda e inconsolável por sua morte.
Levava seu corpo embalsamado em um caixão para onde ia.

Juana I de Castela, chamado "la Loca", (poderia sofrer de melancolia, de transtorno depressivo maior, de psicose, esquizofrenia hereditária ou, mais recentemente, um transtorno esquizoafetivo. Doença mental que poderia ter herdado da família de sua mãe, como sua avó materna, Isabel de Portugal, Rainha de Castela, que morreu louca no castelo de Arevalo, em Ávila ) filha de Fernando II de Aragão e Isabel I de Castela, os Reis Católicos, da Dinastia de Trastámara, nasceu em Toledo, 06 de novembro de 1479 , e faleceu no Palácio Real (desaparecido) de Tordesilhas , em 12 de abril de 1555, depois de 46 anos de cárcere.
Foi demolido em 1773 durante o reinado de Carlos III.
Joana, a Louca, não exerceu qualquer poder efetivo já que a partir de 1509 foi trancafiada primeiro por ordem de seu pai, Fernando de Aragão, e mais tarde por ordem de seu filho, o rei Carlos I & V.
Carlos I de Espanha, Carlos V do Sacro Império, «el César».
Nasceu em Gante (em neerlandês e alemão Gent e em francês Gand) hoje é uma cidade e município belga, capital da província da Flandres Oriental, no dia 24 de fevereiro de 1500.
Faleceu no Mosteiro de Yuste, Cuacos de Yuste é um município da Espanha na província de Cáceres, Extremadura, no dia 21 de setembro de 1558, com 58 anos de idade.
Príncipe de Asturias
Duque titular de Borgoña
Duque de Brabante, Limburgo, Lothier y Luxemburgo.
Duque de Gelderland

Margrave do Sacro Império Romano
Conde de Artois, Flandres, Hainaut, Namur, Holanda e Zeeland, de Charolês, de e Zutphen
Conde Palatino da Borgonha
Conde de Barcelona
Senhor de Mechelen
Senhor de Salins
Senhor de Friesland
Senhor de cidades, cidades e terras de Utrecht e Overijssel
Senhor de Groningen (Drenthe)
Rei de Castela e Leão e das Índias 1516-1556 (junto com sua mãe Joana, a Louca, de 1516-1555.
Rei de Navarra
1516a -1556
(Junto com sua Joana, a Louca: 1516-1555)
Rei de Aragão, Valência, Maiorca, Sicília e da Sardenha
 (Junto com sua mãe Joana, a Louca: 1516-1555)
Rei de Nápoles
1516a -1554
(Junto com sua mãe Joana, a Louca: 1516-1554)
Arquiduque da Áustria
Duque de Styria, Carinthia e Carniola
Landgrave de Alsace
Príncipe da Suábia
Conde de Tyrol, Habsburg, Gorizia, e Kyburgo Ferrete
Margrave de Burgau
Senhor das Marcas da Eslovênia e Pordenone
 (Juntamente com seu irmão Fernando I: 1519-1521)
Rei dos Romanos
Imperador do Sacro Império Romano
1520-1558
Duque do Levante
Filho mais velho de Filipe, o Belo e Joana, a Louca. Torna-se Rei de Aragão, pela vontade de seu avô materno, Fernando II de Aragão, para depois se tornar Rei de Castela, juntamente com sua mãe. Passou a reinar só a partir de 12 de abril de 1555 e foi até 16 de janeiro de 1556, quando ele abdicou em favor de seu filho Felipe II.
A 11 de março de 1526, Carlos I& V casou no Alcazar de Sevilha com sua prima Isabel de Portugal, filha de D. Manuel I de Portugal e sua segunda esposa Maria de Aragão.
Isabel de Portugal era a neta de Fernando e Isabel, irmã de João III de Portugal, que se casou com a irmã de Carlos I & V, Catarina de Áustria em 1525. Com ela teve Filipe II, Rei de Espanha, etc., em 21 de maio de 1527, entre outros rebentos.

                        

Felipe II,  «el Prudente»

Señor del primer Imperio Transcontinetal donde el sol nunca se ponía.

Nasceu no Palacio Real de Valladolid, 21 de mayo de 1527. 
Faleceu em El Monasterio de San Lorenzo de El Escorial, em El Real Sítio de San Lorenzo de El Escorial, no dia 13 de setembro de 1598.
Com 71 anos de idade
Foi Rey de España desde 15 de janeiro de 1556 até a sua morte, em 13 de setembro de 1598.

Senhor dos Países Baixos: 25 de outubro de 1555 - 13 de setembro de 1598.
Arquiduque da Áustria.
Conde  de Habsburgo e do Tirol.
Duque de Lotaríngia, de Brabant, de Limburgo, de Luxemburgo, de Guelders.
Conde de Flandres, de Artois, de Hainaut, da Holanda, de Zelândia, de Namur, de Zutphen.
Margrave do Sacro Império Romano.
Senhor da Frísia, Salins, Mechelen, das cidades, vilas e terras de Utrecht, Overyssel, Groningen.
Conde Palatino da Borgonha, desde 10 de Junho de 1556. Conde de Charolais desde 21 de setembro de 1558.
Duque de Borgonha.
Dominator na Ásia, África.
Vigário imperial de Siena: desde 30 de maio de 1554
Príncipe de Girona Príncipe das Astúrias
Rei de Castela, de Leão, de Aragão, de Navarra, de Granada, de Toledo, da Galiza, de Sevilha, de Córdoba, de Múrcia, de Jaen, de Nápoles, de Jerusalém, da Sicília, das Duas Sicílias de Valencia, de Maiorca, da Córsega, de Portugal, dos Algarves, de ambos os lados do mar em África, Senhor da Guiné e da Conquista, Navegação e Comércio da Etiópia, Arábia, Pérsia e Índia, etc., de Algeciras, de Gibraltar, das Ilhas Canárias, da Índias, das ilhas e Continentes do Mar Oceano, Rei da Inglaterra de jure uxoris, Rei da Inglaterra, França (titular). Defensor da Fé. Rei da Irlanda, Duque de Milão,
Duque de Atenas, de Neopatria.
Margrave de Oristano. Conde de Goceano, de Barcelona, do Roussillon, de Cerdanya. Senhor dos Molina. Senhor da Biscaia. Príncipe da Suábia
Filho mais velho de Carlos I & V., e de Isabel de Portugal.
Casou com:
Maria Manuela de Portugal
(1543-1545)
Maria I de Inglaterra
(1554-1558)
Isabel de Valois
(1559-1568)
Ana de Áustria
(1570-1580)
Foi pai de:
Carlos, Príncipe das Astúrias
Isabel Clara Eugênia da Áustria
Catarina Micaela da Áustria
Fernando, Príncipe das Astúrias
Diogo, Príncipe das Astúrias
Filipe III de Espanha
Filipe III, o Piedoso.
Nasceu no Real Alcázar de Madrid, Madrid 14 de abril de 1578.
Faleceu no Real Alcázar de Madrid, Madrid 31 de março de 1621, com 42 anos.
Da Casa da Áustria, ramo Habsburgo espanhol.
Duque de Borgonha, Felipe II Rei de Portugal, dos Algarves, de ambos os lados do mar em África, Senhor da Guiné e da Conquista, Navegação e Comércio da Etiópia, Arábia, Pérsia e Índia, etc.,
Felipe III, em 1598, casou em Valência com a Arquiduquesa Margaret da Áustria-Styria , filha do Arquiduque Charles II da Estíria e Maria Ana de Baviera , neta do Imperador Sacro, Fernando I, portanto sua prima, da Dinastia de Habsburgo do Império Romano Germânico .
Expulsão dos mouros (1609-1610) da Espanha, pelas seguintes razões foi decretado:

Em defensa do Estado Católico, do catolicismo.
Há possível aliança deles com os turcos e berberes que constantemente atacavam as costas do Levante.
Sua impopularidade entre a população.
A necessidade de o Estado controlar sua riqueza e valores.
Entre 1609 e 1610, 300.000 mouriscos deixaram a península

Felipe III e a rainha Margarita da Áustria-Styria tiveram oito filhos:

1-      Ana Maria Mauricia (22 de setembro de 1601; † 20 de janeiro de 1666), Rainha consorte de França, esposa de Luís XIII, a mãe de Luís XIV, o Rei Sol.
2-      Maria (* / † 01 de fevereiro de 1603).
3-      Felipe (08 de abril de 1605; † 17 de setembro de 1665), futuro Felipe IV, casado com Isabel de Bourbon.
4-      Ana Maria (18 de agosto de 1606; † 13 de maio de 1646), esposa de Fernando III, Imperador do Sacro Império Romano Germânico.
5-      Carlos (15 de setembro de 1607; † 30 de julho de 1632).
6-      Fernando (16 de maio de 1609 ou 24 de maio de 1610; † 09 de novembro de 1641), conhecido como o Cardeal-Infante.
7-      Margarita (* / † 24 de maio de 1610).
8-      Alfonso (* / † 22 de setembro de 1611).
Em espanhol:
Don Phelippe, por la Gratia de Dios, Rey de Castilla, de Leon, de Aragon, de las dos Sicilias, de Hierusalem, de Portugal, de Navarra, de Granada, de Toledo, de Valentia, de Galicia, de Mallorca, de Sevilla, de Cerdena, de Cordoua, de Corcega, de Murcia, de Jaen, de los Algarbes, de Algezira, de Gibraltar, de las Islas de Canaria, de las Indias Orientales y Occidentales, Islas y Tierra firme del Mar Oceano,
Archiduque de Austria,
Duque de Borgoña, de Brauante, Milan, y de Lerma,
Conde de Habspurg,d e Flandes, de Tirol y de Barcelona,
Senor de Bizcaya y de Molina.
Filipe II de Espanha tinha dado, numa espécie de apanágio, as terras da Holanda a sua filha Isabel Clara Eugenia e seu marido, o Arquiduque Alberto VII da Áustria, com a condição de que se não houvesse herdeiros diretos, elas voltariam a fazer parte da Coroa de Espanha.
Ela se tornou, então, Isabel Clara Eugenia da Áustria,
Infanta de Espanha, Arquiduquesa da Áustria,
Soberano dos Países Baixos e da Borgonha. Seu marido, um ex- Cardeal da Igreja romana, com o título de Cardinalel della Santa Croce in Gerusalemme, vice-Rei e Grande Inquisidor de Portugal, Arcebispo de Toledo e chanceler de Castela, Arquiduque da Áustria, ficou conhecido como Soberano dos Países Baixos e Conde de Borgonha.
Mais, os Países Baixos estavam em rebuliço.
Desde 1568, as províncias do norte dos Países Baixos (genericamente chamados de "Holanda") mantinham contra a Espanha a chamada Guerra dos Oitenta Anos ou Guerra de Flandres, onde a tentavam obter a sua independência da coroa espanhola, com o apoio de França e Inglaterra.
A igualdade de forças entre os rebeldes da região do Norte - protestantes - e dos territórios do Sul - aliados de Espanha – era latente.
Ambas as forças estavam exaustas, queriam a paz a bom preço.
Graças as boas negociações realizadas pela Infanta e seu marido, os novos Soberanos de los Países Bajos, foi assinada a "Trégua dos Doze anos ", la "Tregua de los Doce Años", en 1609 entre España y las Provincias Unidas de los Países Bajos, Holanda.
Essa Trégua significou de facto a independência para os holandeses (Holanda, Zelândia, Utrecht, Friesland, Groningen, Overijssel e Gelderland) pois os vizinhos reconheceram como uma nova Nação, tanto que “estabeleceram relações diplomáticas com vários países e se expandiram comercialmente em todo o mundo”.
“A Trégua dos Doze Anos” estabeleceu um período de paz na Europa conhecido como a Pax Hispânica, quando a Espanha e seu Império iriam continuar como Nação dominante, graças ao seu poder político, econômico e cultural do mundo.
Felipe IV de España, llamado «el Grande» o «el Rey Planeta»
Felipe Domingo Víctor de la Cruz nasceu no dia 8 de abril de 1605, no Palácio Real de Valladolid.
No Real Alcázar de Madrid, Madrid caiu doente com disenteria, como resultado de que ele morreu no dia 17 de setembro de 1665, com 60 anos.
Príncipe das Astúrias
Até 1648 ele incluiu na íntegra os seguintes Titulos:
Rei de Castela e Leão , de Aragon , de Valencia , de Maiorca , de Portugal , das Duas Sicílias ( Nápoles e Sicília ), de Navarra , de Jerusalém , da Hungria , da Croácia , da Dalmácia , de Granada , de Toledo , na Galiza , de Sevilha , da Sardenha , de Córdoba , da Córsega , de Murcia , de Jaen , a Algarves , de Algeciras , de Gibraltar , das ilhas Canárias , o indiano oriental e ocidental, as ilhas e continente do Mar Oceano , Arquiduque da Áustria , Duque de Borgonha, de Brabant e Lorraine , Limburg , Luxemburgo , Gelderland , Milão , Atenas e Neopatria , Conde de Habsburgo , de Flandres , em Artois , Palatino da Borgonha , do Tirol , de Hainaut , de Holland , de Zeeland , de Namur , de Zutphen , de Barcelona , de Roussillon e Cerdagne , Príncipe da Suábia , Margrave do Sacro Império Romano , Marquês de Oristano e Conde de Gociano , Senhor da Biscaia e Molina , de Friesland .
Contudo como Rei de Portugal, desde 1640 lutava contra Dom João IV, Duque de Bragança   aclamado Rei de Portugal pelos portugueses, na chamada “ Guerra da Restauração”. )
Ele continuou a luta contra Portugal, que acabou ganhando sob o comando de Alfonso VI, 2.º Rei de Portugal da Dinastia de Bragança, graças a sua vitória na Batalha de Villaviciosa, ou Batalha de Montes Claros, de 17 de Junho de 1665, em Montes Claros, perto de Borba, que terminou a esperança de união entre a monarquia espanhola e portuguesa.
Os Países Baixos foram devolvidos à Coroa Espanhola pela falta de descendentes de Isabel Clara Eugenia.
Os interesses holandeses eram bloqueados pelos espanhóis.
Ambrosio Spínola Doria, genovês, Duque de Sesto, Marquês de Balbases, Grande de Espanha, Cavaleiro da Ordem de Santiago e do Tosão de Ouro, Capitão-general de Flandres, comandante do exército espanhol e conquistador de Breda, se tornou um tormento para os holandeses.
“A resposta dos holandeses concentrada no mar. Eles tomaram a cidade de Recife, Pernambuco, no litoral do Brasil Português, antão domínio do Rei de Espanha”.
Espanha, que acreditava ser a trégua um mero acordo provisório, tendo em vista a expansão comercial e colonial dos holandeses, a nova aliança holandesa com a Inglaterra, resolveu interferir novamente nos Países Baixos, lutando arduamente na Holanda sob o reinado de Felipe IV.
A guerra iria continuar até 1648, ano em que a Holanda ficaria definitivamente independente através da assinatura dos Tratados de Münster e Osnabrück (ambas as cidades atualmente na Alemanha), no escopo da chamada Paz da Westfália, paz essa que encerrou a Guerra dos Trinta Anos e também reconheceu oficialmente as Províncias Unidas e a Confederação Suíça.
A Paz de Westfália costuma ser o marco inicial nos currículos dos estudos de Relações Internacionais.
Perdeu... A Guerra de Restauração foi um conjunto de confrontos armados travados entre o reino de Portugal e Espanha, com exceção do principado da Catalunha, no período compreendido entre 1640 e 1668. Tiveram início no golpe de estado da Restauração da Independência de 1 de dezembro de 1640 — que pôs fim à monarquia dualista da Dinastia Filipina iniciada em 1580 — e terminaram com o Tratado de Lisboa de 1668, assinado por Afonso VI de Portugal e Carlos II de Espanha e no qual se reconhece a total independência de Portugal.

Carlos II de España, llamado «el Hechizado»
Carlos II, o Enfeitiçado.
Nasceu no Real Alcázar de Madrid, Madrid, em 6 de novembro de 1661
Morreu no Real Alcázar de Madrid, Madrid, em 1 de novembro de 1700, com 38 anos de idade.
Rei de Castela e Leão, Aragão,das Duas Sicílias (Nápoles e da Sicília), de Navarra, de Jerusalém, da Hungria, da Dalmácia, da Croácia, de Granada, de Valência, de Toledo, da Galiza, de Mallorca, de Sevilha, da Sardenha, de Córdoba, da Córsega, de Murcia, de Jaén, dos Algarves, de Algeciras, Gibraltar, ilhas Canarias, de Índias ocidentais e das Ilhas e continente do Mar Oceano Oriental , Arquiduque da Áustria,
Duque de Borgonha, de Lorraine, de Brabant, de Limburgo, de Luxemburgo, de Gelderland, de Milão, de Atenas e de Neopatria,
Conde de Habsburgo, Flandres, Artois, Palatino de Borgonha, Tyrol, Hainaut, Namur, Barcelona, Roussillon e Cerdanya,
Príncipe da Suábia,
Margrave do Sacro Império Romano, Marquês de Oristano e Conde Gociano,
Senhor da Biscaia e Molina, Friesland, Salins e Malines
Dominant na Ásia e na África
Filho de Filipe IV. Morreu sem descendentes, na A Guerra da Sucessão Espanhola disputou-se entre 1702 e 1714, pelo direito de sucessão da coroa espanhola, depois da morte do último monarca da Casa de Habsburgo, Carlos II de Espanha, sem deixar herdeiros da rainha Maria Luísa d'Orleans, a qual pertencia à família real francesa.
A morte precoce de José Fernando da Baviera, Príncipe das Astúrias, levou ao trono espanhol Filipe V de Espanha, neto de Luís XIV de França, que ganhara o trono por testamento de Carlos II (1700); tal fato deu início à dinastia de Bourbon na Espanha.


Pela Pragmática Sanção de 1549, Carlos I & V - Donné en nostre ville de Bruxelles au mois de Novembre l'an de grace 1549, de nostre Empire le 30 et de nos Règnes de Castille et autres le 34 - determinou que “os territórios das 17 províncias dos Países Baixos eram uma união política indivisível sob um soberano”
Pelos Tratados de Paz de Nimegue (Négotiations de Nimègue ou Négotiations de la Paix de Nimègue) assinados na cidade neerlandesa de Nimegue, entre agosto de 1678 e dezembro de 1679, pondo fim às guerras entre diversos países, incluindo França, República dos Países Baixos, Espanha, Brandemburgo, Suécia, Dinamarca, Münster e o Sacro Império Romano-Germânico, durante a Guerra Franco-Neerlandesa (1672-1678).
De acordo com o tratado que pôs fim à guerra franco-neerlandesa, a França obteve o controle da Franche-Comté e de algumas cidades do Condado de Flandres e do Condado de Hainaut, essas da Espanha.

“En el tratado de Nimega (1678), se cedió definitivamente el territorio del Condado de Borgoña a Francia, con lo que una vez adquiridos todos los territorios propiamente borgoñones (condado y ducado), Luis XIV de Francia invistió a su nieto Luis como duque de Borgoña, mientras que Carlos II de España y sus sucesores mantuvieron los títulos borgoñones de forma nominal en su intitulación”.
T.L.:
“No Tratado de Nijmegen (1678), o território do Condado de Borgonha é definitivamente cedido à França, que uma vez adquiridos todos os territórios - condado e ducado- Luís XIV de França investiu seu neto Luís como Duque da Borgonha, enquanto Carlos II, Rei da Espanha, e seus sucessores mantiveram os títulos da Borgonha nominalmente entre suas Titularidades”.

Felipe VI , Rey de España,

Felipe Juan Pablo Alfonso de Todos los Santos de Borbón y Grecia, é Felipe VI de España, Rey de España, desde el 19 de junho de 2014.
Seus Títulos são:
Rey de Castilla, de León, de Aragón, de las Dos Sicilias, de Jerusalén, de Portugal, de Navarra, de Granada, de Toledo, de Valencia, de Galicia, de Mallorca, de Sevilla, de Cerdeña, de Córdoba, de Córcega, de Murcia, de Jaén, del Algarve, de Algeciras, de Gibraltar, de las Islas Canarias, de las Indias Orientales y Occidentales, y de las Islas y Tierra Firme del Mar Oceáno.
Archiduque de Austria.
Duque de Borgoña y de Brabante, de Milán, de Atenas y de Neopatria.
Conde de Habsburgo, de Flandes, del Tirol, de Barcelona, del Rosellón y de la Cerdaña.
Marqués de Oristano y Gociano.
Señor de Vizcaya y de Molina.
También puede utilizar el título de Rey Católico

Portanto, mantem-se a Titularidade de Borgonha até os nossos dias no âmbito da Monarquia Espanhola.  


Continua...