sexta-feira, 17 de abril de 2015

164/ C- conversa- Henrique IV Rei ou Apostata?

164/ C- conversa-  Henrique IV, o apostata - Rei ou Monarca.


Retrato de Gabrielle d'Estrees,
Autor desconhecido.

Quem foi Gabrielle d'Estrees?
Nasceu ou no Château de la Bourdaisière ou Château de Cœuvres, se supõe em 1573, e faleceu em Paris, na noite do dia 9 para 10 de Abril de 1599.
Tornou-se Maîtresse-en-titre de Henrique IV em 1591.
Antoine IV d’ Estrées, Marquês de Cœuvres , Visconde de Soissons e Bercy, cavaleiro da Ordem do Espírito Santo e Cavaleiro da Ordem de Saint-Michel, que se tornou grand maître de l'artillerie de France , o grande mestre da artilharia da França, em tempos de Henrique IV, casou com Françoise Babou de La Bourdaisière, filha de  Jean Babou, comte de Sagonne, et de Françoise Robertet.
Tiveram os seguintes filhos:
Françoise (1564-1669)
Marguerite 1565
Diane (1566-1618)
Gabrielle (c. 1571-1599), a amante do Rei Henrique IV.
François Annibal d'Estrées (c. 1573-1670), Marechal de França.
François Louis (1575-1594)
Angélique d'Estrees, Abadessa de Maubuisson , que morreu em 1634 .
Julienne-Hippolyte (1575-1657)
Catherine.
Portanto eram pais de Gabrielle, a amante do Rei Henrique IV.
Falam as mas línguas que a mãe prostituiu a Gabrielle com:
Henrique III, o Rei Bi;
Sebastiano Zametti, afrancesado Sébastien Zamet, italiano da Toscana naturalizado francês, financista a disposição da Corte de França, um banqueiro e cafetão a la mode;
Luís II de Guise, Cardeal de Guise;
Henrique II de Orleans, ou Henrique II de Valois-Longueville, Príncipe de France, Par de França, Duque de Longueville, etc....;
Roger II de Saint-Lary de Bellegard, le galant Bellegarde, grand écuyer de France et ancien mignon d'Henri III, Duque de Bellegarde e Par de França elevado por Luís XIII.
Mais, segundo Maurice Andrieux, Henri IV, A. Fayard, ‎ 1955, p. 267, ela havia sido uma prostituta, “elle avait été publique pour une pistole”.
Roger de Bellegarde quer apresentar a Henrique sua amante, uma loura de cabelos dourados, de uma tez de brancura deslumbrante, e vão para o ou Château de Cœuvres, onde Gabrielle vive.
Ao vê-la, Henrique se apaixona perdidamente.
Desce o sangue quente dos Bourbons da cabeça para a parte pudenda.
Vivaldina, Gabrielle se faz de rogada por seis (6) meses, mas afinal cede em eu 20 de janeiro de 1591, na Sé de Chartres.
Para manter as aparências, casou e logo pediu o divórcio com Nicolas d'Amerval de Liancourt, Barão de Benais.
Henrique IV a eleva a Marquesa de Montceaux, não satisfeito cria para ela o Ducado de  Beaufort, e arruma a vida da parentela dela.
No Château de Montceaux, em Montceaux-lès-Meaux, hoje no departamento de Seine-et-Marne, região Ile-de-France, que foi de Catarina de Médici, mas que estava depois dela morta nas mãos de seus credores, foi pelo Rei comprado por 39 000 écus, e dado junto com o Título a Gabrielle, contudo o Soberano mandou construir a suas expensas novas alas, ou pavilhões como queiram.
Nesse luxuoso refúgio, em obras é bem verdade, eles tiveram filhos:
1-      César (7 de junho 1594 em Coucy - 1665), Duque de Vendôme, casado em 1609 com Françoise de Lorraine-Mercoeur, Duquesa de Mercoeur, Duquesa de Penthièvre, Marquesa de Nomeny , Baronesa d’Ancenis, e entre outros filhos foram pais de Luís , Duque de Mercoeur, Duque de Vendôme, que casou  com Laura Mancini ,  sobrinha do Cardeal Mazarino , com quem teve  três filho. Viúvo, ele tomou Ordens e se tornou o Cardeal de Vendôme, com o Título Papal de cardinal-diacre de Santa Maria in Portico Campitelli;
2-      Catherine Henriette (11 novembro 1596 em Rouen - 1663), chamado de "Mademoiselle de Vendôme", casada com Charles II de Guise-Lorraine, Duque d’ Elbeuf, Conde de Lillebonne, de Rieux, e Barão d'Ancenis, Par de França;
3-      Alexandre (19 abril 1598 em Nantes - 1629), chamado de “Chevalier de Vendome “.

Henrique pediu anulação do seu casamento com a Rainha Margot para com ela se casar, mas o Santo Padre, sabedor do caso entre os dois e dos filhos bastardos, negou.
O Papado temia por complicações na Sucessão do Trono, além do que a moral católica estava oficialmente sendo desafiada, pois numa festa no Louvre, Henrique anunciou seu casamento com a Maîtresse-en-titre dando-lhe o anel de sua Sagração, l'anneau de son sacre, o que revoltou a Igreja Católica e os protestantes, pois o povão já a detestava.
Gabrielle d'Estrees conseguiu uma verdadeira façanha ao ser tanto odiada pela nobreza, quanto pelo povo, graças a sua arrogância, a seus gastos exorbitantes, numa época que a França estava se erguendo, com sua nova casa em Paris, hôtel de Schomberg em frente ao Louvre, com vestidos, joias, etc. e tal.
Panfletos começaram a aparecer a chamado de “duchesse d'ordure » et de « putain à chien », duquesa de lixo e puta do cão.
Era chamada, também, de « La presque reine », a Quase Rainha, pois Sua santidade não podia permitir que essa senhora fosse Sagrada Rainha de França, como fora a séculos e séculos Berta-do-Pé-Grande, Rainha de Pepino, o Breve.
“Grávida de quatro meses do quarto filho de Henrique IV, foi tomado terríveis convulsões na noite de 9 para 10 de Abril de 1599, depois de desistir da comida do jantar na casa do financista/cafifa Sébastien Zamet, que, no entanto, ofereceu-lhe uma limonada”.
Seu rosto retorcido e negro ficou horrível, o que gerou a suspeita dos limões estarem envenenados.
Há várias hipóteses para essa morte, mas eu não vou especular. Não me interessa.
Seu funeral foi celebrado na igreja de Saint-Germain l'Auxerrois com honras.
Ela foi enterrada na capela-mor da igreja da abadia de Maubuisson , onde sua irmã Angélique d'Estrées, era abadessa.
Após sua morte, Henrique IV comprou o Château de Montceaux, em Montceaux-lès-Meaux, e  deu a Rainha Maria de Médici, sua nova mulher,  por ocasião do nascimento do futuro Luís XIII.
Como já falei em outra ocasião, os Bourbons são sexualmente muito ativos, e Henrique teve outras amantes, e outros filhos, como segue:
Fleurette Nerac, filha de um jardineiro no Château de Nerac;
Charlotte de Sauve;
Bretine Duras, filha de um moleiro;
Louise de La Béraudière de Rouhet chamado "La belle Rouet", dama de honra da Rainha Margot;  
Louise Borré, filha de um notário real, ela vai dar-lhe um filho, Hervé Borré;
Jeanne Tignonville;
Victoire de Ayala, uma das jovens do esquadrão de Catarina de Médici;
Senhorita de Rebours, dama de honra da Rainha Margot;    
Senhorita Montagu;
Madame d'Allous;
Aimée Le Grand;
Arnaudine;
?, dit « la garce de Goliath »;
Catherine Lucas, filha de um médico de Agen. Ela deixou-se morrer de fome quando Henrique IV a abandonou, fez um filho nela;
Anne Cambefort , que cometeu suicídio pulando de uma janela após a saída de Henrique IV , que lhe comunicara o fim do romance;
Françoise de Montmorency-Fosseux, dama de honra da Rainha Margot. Ela teve uma filha natimorta do Rei em 1581;
Diane Andoins , a "bela Corisande";
Esther Imbert (ou Ysambert). Ela morreu na pobreza, em Saint-Denis. Filho de nome Gédéon, dit Gédéon Monsieur, nascido no final de 1587 ou início de 1588 e morreu 30 de novembro de 1588;   
Martine, tinha um filho de Henrique IV;
Antoinette de Pons, Marquise de Guercheville;
Catherine de Verdun, que Abadessa da abadia de Longchamp, e teria recebido o priorado de St. Louis Vernon;
Ms. Quelin, esposa de um consultor do Parlamento de Paris;
Isabelle Potter, esposa do Presidente de Boinville;
Mademoiselle Clein;
"Acorn”, dita “a alegria de menina em 1599
Catherine Henriette de Balzac d'Entragues, Maîtresse-en-titre, Marquesa de Verneuil, teve os seguintes filhos:
Gaston Henri Verneuil, nascido em 1600, morreu logo depois;
Henri de Bourbon, Duque de Verneuil, Par de França, Embaixador na Inglaterra, governador do Languedoc, como não tomou Ordens teve que se demitir do Bispado de Metz onde nunca foi, abade laico de Saint-Germain-des-Prés. Sua mãe quis fazer dele o Delfim, herdeiro da Coroa, mas não deu;
Gabrielle Angelique de Verneuil, Mademoiselle de Verneuil, que se casou com Bernard de Nogaret de La Valette Epernon, duc d'Espernon et pair de France, duc de Candale et pair de France, colonel général de France, prince captal de Buch, sire de L'Esparre, chevalier des ordres du roy et de la Jarretière, Gouverneur et Lieutenant général pour Sa Majesté en ses Pays de Bourgogne et Bresse.

 Bernard de Nogaret, Duc d'Epernon,
 Histoire du Règne de Louis XIV
de Reboulet,
Avignon 1744


Marie-Françoise de Bourdaisière, irmã de Gabrielle d'Estrées;
Jacqueline de Bueil, comtesse de Moret, um filho:
Antoine de Bourbon-Bueil (1607-1632), Conde de Moret.
Charlotte d’Essarts, comtesse de Romorantin, duchesse de Vitry, teve filhos:
Jeanne-Baptiste de Bourbon (11 de janeiro 1608-1670), abadessa de Fontevrault;
Marie Henriette de Bourbon (1609-1629), abadessa de Chelles.
Marie-Charlotte de Balzac d’ Entragues, dame de Breux, irmã de Catherine Henriette de Balzac d'Entragues, Marquesa de Verneuil, citada acima;
Charlotte Marguerite de Montmorency, Princesa de Condé (esse romance não é reconhecido pelos historiadores)
Angélique Paulet, estava na carruagem quando ele foi esfaqueado e morreu.
Os filhos citados acima foram Legitimados pelo Rei.

Como se vê Henrique de Navarra era um verdadeiro mutum, um peru selvagem....




Catherine Henriette de Balzac d'Entragues, Maîtresse-en-titre, Marquesa de Verneuil.